A tecnologia de blockchain passo-a-passo para iniciantes. Parte 1

Imagine uma tabela que tenha sido duplicada milhares de vezes em uma rede de computadores. Agora imagine que esta rede foi projetada de tal forma que atualiza regularmente essa tabela. É isso, agora você já tem uma ideia geral do que é a blockchain.

Publicado em 20 de maio de 2017 por

A Blokchain é, sem dúvida, uma invenção brilhante – a criação de uma pessoa ou um grupo de pessoas conhecidas sob o pseudônimo de Satoshi Nakamoto. Mas desde então, a blockchain se transformou em algo mais, e agora muitos estão interessados ​​na questão: o que é essa tecnologia que muitos falam, mas poucos explicam?

Tecnologia Blockchain – seria ela a nova internet?

Ao permitir que a informação digital se espalhe, mas não seja copiada, a tecnologia de blockchain criou a base para um novo tipo de internet. A tecnologia foi desenvolvida originalmente para a moeda digital Bitcoin, mas agora a comunidade técnica está procurando outros usos potenciais para ela.

O Bitcoin é chamado de “ouro digital”, e não sem razão. Até o momento, o valor total da moeda é de cerca de US$ 31 bilhões. A blockchain ainda pode criar outros tipos de valor digital.

Não é necessário saber como a blockchain funciona para usá-la, bem como, por exemplo, a internet ou um carro. No entanto, ter um conhecimento básico desta nova tecnologia vai ajudar a entender por que ela é considerada revolucionária. Assim, esperamos que você goste deste pequeno guia sobre a tecnologia.

O que é tecnologia de blockchain?

 

 

Publicidade

“A blockchain é um eterno diário digital distribuído de transações econômicas, que pode ser programado para gravar não só as transações financeiras, mas praticamente tudo o que tem valor” – Don e Alex Tapscott, autores do livro “Blockchain Revolution” .

Banco de dados distribuído

Imagine uma tabela que tenha sido duplicada milhares de vezes em uma rede de computadores. Agora imagine que esta rede foi projetada de tal forma que atualiza regularmente essa tabela. É isso, agora você já tem uma ideia geral do que é a blockchain.

A informação armazenada em cada bloco existe como uma base de dados comum e é constantemente verificada. Esta maneira de usar a rede tem vantagens óbvias. O banco de dados da blockchain não é armazenado em um único lugar, o que significa que ele mantém registros realmente públicos facilmente verificáveis.

Não existe uma versão centralizada desta informação que possa ser danificada por um hacker. As cópias são armazenadas em milhões de computadores ao mesmo tempo e seus dados estão disponíveis para todos na internet.

Blockchain e Google Docs

“A maneira tradicional de compartilhar documentos com colaboração é enviar um documento do Microsoft Word para outro destinatário e pedir-lhe para fazer as devidas revisões nele. O problema com esse cenário é que você precisa esperar até receber uma cópia de retorno antes que você possa ver ou fazer outras alterações porque você fica impedido de editá-lo até que a outra pessoa tenha terminado. É assim que os bancos de dados funcionam hoje. Dois proprietários não podem mexer com o mesmo registro ao mesmo tempo. É assim que os bancos mantêm saldos e transferências de dinheiro; Eles bloqueiam o acesso rapidamente (ou diminuem o acesso) enquanto fazem uma transferência e, em seguida, atualizam o outro lado para, em seguida, reabriram o acesso (ou atualizarem novamente). Com o Google Docs (ou Planilhas Google), ambas as partes têm acesso ao mesmo documento ao mesmo tempo, e a única versão desse documento é sempre visível para ambos. É como um registro compartilhado, mas é um documento compartilhado. A parte distribuída entra em jogo quando o compartilhamento envolve várias pessoas”. Essa comparação foi feita por William Mougayar, assessor de capital de risco, empresário, comerciante, estrategista e especialista em blockchain.

Imagine o número de documentos legais que devem ser usados ​​dessa forma. Em vez de passá-los uns aos outros, perdendo o controle das versões, e não estar em sincronia com a outra versão, por que não poderiam todos os documentos comerciais serem compartilhados em vez de transferidos para frente e para trás?

Publicidade

Portanto, muitos tipos de contratos legais seriam ideais para esse tipo de fluxo de trabalho. Você não precisa de um blockchain para compartilhar documentos, mas a analogia com documentos compartilhados é poderosa.

A confiabilidade e durabilidade da blockchain.

A tecnologia Blockchain, como a internet, tem uma resistência intrínseca
a erros. Ao reter blocos de informação que são idênticos em toda a rede, o bloco não pode:

  1. Ser Controlado por alguém sozinho;
  2. Não tem um único ponto de falha.

O Bitcoin foi inventado em 2008 e desde então sua blockchain tem trabalhado sem interrupções significativas. Até o momento, os problemas do Bitcoin com hackers têm sido causados em serviços construídos em cima de sua blockchain ou por falta de controle. Em outras palavras, esses problemas surgem devido a más intenções e erros humanos, e não por falhas na arquitetura do protocolo.

Por quase 30 anos a internet provou sua confiabilidade. Esta realização serve como um bom presságio para a tecnologia de blockchain, que continua a desenvolver.

“Não importa o quão revolucionário isso possa parecer, a blockchain é realmente um mecanismo que garante o mais alto grau de contabilidade e identificação. Não haverá mais transações perdidas, erros humanos ou de máquina, ou mesmo alterações feitas sem o consentimento das partes e, o mais importante, ela ajuda a garantir a legitimidade da transação, registrando-a não só no registro principal, mas em um sistema distribuído de registros ligados através de um mecanismo de verificação segura”.  Assim declama a força da Blockchain Ian Kahn, orador da TEDx, autor e tecno-futurista.

Transparência e indestrutibilidade

A blockchain existe em um estado de consenso – ela automaticamente verifica-se a cada dez minutos. Uma espécie de auditoria independente do ecossistema digital. A rede concilia cada transação que ocorre com um intervalo de dez minutos. Cada grupo dessas operações de validação é referido como um “bloco”. Isto leva a duas propriedades importantes:

Transparência – os dados são incorporados na rede como um todo e, por definição, são públicos.

Indestrutibilidde – eles não podem ser destruídos, mesmo mudar qualquer unidade de informação dentro de um bloco requer o uso de enorme poder de processamento para substituir informações em toda a rede.

Teoricamente, isso pode ser possível, mas, na prática, é improvável que aconteça. Tomando o controle do sistema, por exemplo, para roubar Bitcoin, acarretará simultaneamente em sua depreciação.

Vitalik Buterin, o criador do Ethereum comentou sobre o valor da Blockchain da seguinte forma:

“A Blockchain resolve o problema da manipulação. Quando digo isso no Ocidente, as pessoas dizem que confiam no Google, Facebook ou em seus bancos. Mas o resto do mundo não confia em organizações e corporações. Eu me refiro à África, Índia, Europa do Leste ou Rússia. Não se trata de lugares onde as pessoas são realmente ricas, o potencial da Blockchain é maior nos países que ainda não atingiram este nível”.

 

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment