preço do bitcoin btc usd brl dolar real analise semana

O preço do Bitcoin (BTC) contra o Dólar Americano (USD) e o Real Brasileiro (BRL), apesar das últimas quedas e subidas relâmpago, tem estado lateral durante a última semana.

Enquanto os compradores e vendedores não decidem quem “ganhou” a disputa pela taxa do Bitcoin, é provável que verifiquemos ligeiras alterações que se apresentem como boas chances de entrada e saída da posição para acúmulo, como bem apresenta a análise de nossa central de investimentos abaixo.

Preço do Bitcoin vs Dólar Americano (BTC/USD)

De acordo com as últimas tendências de mercado, as quais foram marcadas por vários analistas, o par BTC/USD está em um período lateral de consolidação. Isso significa que é possível termos um prazo, mesmo que pequeno, de negociação em torno da zona de US$ 4000.

BTC/USD – Gráfico de 1 dia

btc vs usd de 10 a 17 de março de 2019

O gráfico diário do par Bitcoin vs Dólar Americano nos dá uma impressão distinta de que o mercado busca intensamente por um equilíbrio após toda a queda dos últimos períodos. Isso é notado, em especial, pela recuperação iniciada por volta de um mês atrás, a qual trouxe uma subida nos preços de 12,66% em apenas 15 dias e fôlego renovado aos negociantes.

Após isso, aparentemente, a força dos vendedores, que havia dominado a “batalha” das tabelas até então, arrefeceu, dando espaço para uma certa lateralidade e o que talvez tenha sido um fundo no patamar de US$ 3300 a US$ 3400.

Dentro do longo prazo, os indicadores técnicos do intervalo apontam para o que pode significar um período maior de lateralidade e consolidação, uma vez que o sentimento atual de acordo com fontes ainda é de cautela por parte dos investidores.

Mesmo assim, a própria análise gráfica nos conta que, com fundos e topos cada vez mais altos na tabela, a tendência durante o último mês e, possivelmente, para as próximas semanas é de ligeira alta e talvez alguma estabilidade para o Preço do Bitcoin.

Os suportes identificados durante a produção deste artigo foram verificados dentro dos pontos de US$ 3600 e US$ 3830. O último tem sido um piso relativamente forte nas últimas semanas, quebrado apenas em poucas ocasiões e ligeiramente, por o que muito provavelmente foram vendas calculadas para obter ativos mais baratos através de ordens de stop-loss.

Já no campo das resistências, facilmente notamos a marca psicológica de US$ 4000 e aquela que já foi um poderoso suporte, mas agora tem se demonstrado uma barreira mais forte ainda, a taxa de US$ 4200.

Para a semana, é muito provável que vejamos tanto a suporte da região de US$ 3800 quanto a resistência de R$ 4000 serem tocadas, sendo que existe uma chance um pouco maior que a marca de US$ 4200 seja testada durante o período.

BTC/USD – Gráfico de 8 horas

bitcoin dólar de 10 a 17 de março de 2019

Já a tabela de 8 horas do Preço do Bitcoin vs o USD nos apresenta uma confirmação de que realmente estamos em um período de relativa lateralidade do mercado. Esse equilíbrio temporário é caracterizado pelo aumento e queda de mesmas proporções angulares, conforme apresentado no gráfico acima.

Outro indicador interessante aqui é presente na forma do MACD lateral, acompanhado pelo RSI que se encontra praticamente no meio de seu intervalo, levemente elevado como prova de que o mercado acaba de se equilibrar após um longo período incessante de vendas.

Contudo, vale a pena reiterar aqui que um mercado lateral ou em início de um provável equilíbrio não quer dizer necessariamente um porto seguro para negociações, muito pelo contrário. Estamos tratando de tabelas extremamente voláteis e, por vezes, até violentas, como bem pudemos observar poucos dias atrás, então, recomenda-se cautela e estudo prévio antes de qualquer trade.

Agora, em se tratando dos pontos de resistência e suporte, a leitura do gráfico de 8 horas do par BTC/USD nos confirma as regiões marcadas na análise da tabela diária. Ou seja, os suportes de US$ 3600 e US$ 3830 e as resistências de US$ 4000 e US$ 4200.

Isso é mais um indicador de que provavelmente passaremos os próximos dias percebendo a consolidação do mercado dentro desse patamar, assim como ocorreu na semana passada, o qual pode ser muito lucrativo caso o trader tenha paciência e conhecimento o bastante.

Preço do Bitcoin vs Real Brasileiro (BTC/BRL)

O par BTC/BRL, normalmente, possui uma volatilidade maior que o BTC/USD. Entretanto, durante os últimos períodos a história foi um pouco diferente. Assim sendo, com suas particularidades o mercado nacional deve ser analisado fora a parte.

E, para tratarmos do preço do Bitcoin vs o Real, temos de primeiro considerar a análise da taxa do BTC/USD e, após isso, entender a movimentação que o próprio Dólar Americano está realizando contra o BRL.

Dólar Americano vs Real Brasileiro (USD/BRL)

dólar usd versus vs real brl de 10 a 17 de março de 2019

Como estamos tratando aqui de um par de volatilidade controlada, ao menos com relação ao ponto de vista do Bitcoin e das criptomoedas, não é necessário entrar nas minúcias das análises diárias para compreender seu comportamento.

Durante os últimos períodos, o par Dólar vs Real tem se mantido relativamente estável, variando lentamente entre os patamares de R$ 3,97 e R$ 3,64. Contudo, com sua taxa atual em torno de US$ 3,87, temos de considerar que em breve poderemos ver uma retração, especialmente com as últimas notícias de que durante os próximos períodos o Governo Americano estará lançando mais notas no mercado.

Então, compreendendo que os Bitcoins vendidos no mercado brasileiro de criptomoedas acompanham tanto o preço do USD quanto a conversão do USD/BRL, além da própria especulação dos traders, temos de nos atentar ao fato de que uma queda na taxa do Dólar vs Real significa uma pequena margem de correção no par BTC vs Real Brasileiro.

Assim sendo, é mais provável que durante possíveis correções do mercado internacional de criptomoedas, momentos em que o preço do Bitcoin caí, que vejamos uma descida mais aguda dentro dos mercado nacionais.

Contudo, é improvável que a batalha Dólar/Real seja de grande influência para o BTC/BRL durante o período.

BTC/BRL – Gráfico de 1 dia

btc vs brl de 10 a 17 de março de 2019

O gráfico de 1 dia do preço do Bitcoin vs Real Brasileiro nos revela uma situação bem similar à observada acima no par BTC/USD. Entretanto, as particularidades do pareamento versus o Real apresenta uma volatilidade ligeiramente reduzida, especialmente em períodos de picos e vales.

Conforme marcado na imagem, percebemos que a taxa do BTC/BRL recuou até mesmo 2,67% a menos de uma grave mudança na na tabela. Isso é evidenciado, especialmente, durante a queda que pegou a todos de surpresa entre o dia 24 e 25 de fevereiro.

Entretanto, outro ponto interessante de se notar é que, independentemente da taxa atual do Dólar Americano, o preço do Bitcoin vs BRL encontra-se relativamente elevado quanto a cotação internacional da Primeira criptomoeda.

Assim sendo, se considerarmos uma possível retração do USD vs o Real, e a leve alta em comparação ao par BTC/USD, temos a conclusão de que durante os próximos dias a taxa do BTC/BRL irá se corrigir.

Para o intervalo, a análise gráfica nos revela o possível topo de R$ 15.400, o qual se tocado deve forçar uma correção na taxa em pouco tempo. Contudo, falando sobre resistências, é possível inferir que em breve iremos contar a posição de R$ 15.200 como o teto desse mercado.

Já em termos de suportes, temos as linhas bem marcadas nos patamares de R$ 14.450, R$ 13.400 e a improvável taxa de R$ 12.650. Lembrando que quanto mais o Dólar desvalorizar contra o Real, maiores são as chances da taxa do BTC cair, especialmente dependendo da velocidade que isso ocorrer.

BTC/BRL – Gráfico de 8 horas

bitcoin vs real de 10 a 17 de março de 2019

Os indicadores técnicos do gráfico de 8 horas do preço do Bitcoin contra o Real Brasileiro nos demonstram que, apesar de uma leve semelhança com os gráficos do BTC/USD, os mercados nacionais têm demonstrado maiores quantias de compras e também menos volatilidade nas ocasiões de grandes mudanças.

Isso fica evidenciado pelo Índice de Força Relativa se posicionar mais elevado que nas tabelas observadas anteriormente, o que indica uma maior sobrecompra; e o MACD que aponta para cima e para o que poderá vir a se tornar uma convergência com a linha média cruzando a linha base para o norte.

Entretanto, assim conforme analisado no intervalo diário, temos a indicação de que a taxa do BTC/BRL encontra-se pouca coisa elevada do que a média internacional. Isso pode indicar uma correção para o ponto em torno de R$ 15.200.

Já na análise gráfica dos suportes e resistências, pudemos identificar novamente a resistência formada no campo de R$ 15.400, a qual é análoga ao ponto de US$ 4200. Assim sendo, recomenda-se cautela ao negociar nessa região, uma vez que quando comparada com o mercado internacional, o brasileiro está pagando um tanto quanto mais caro por seus BTCs.

No quesito suporte, as corretoras canarinhas muito provavelmente com várias ordens de compra dentro das marcas de R$ 14.400 e R$ 13.400.

Considerando a tendência de médio a longo prazo, que é de lateralidade, é possível dizer que o intervalo entre R$ 14.400 e R$ 15.400 (ou R$ 15.200) serão as “estrelas” desta semana, contanto que o dólar realmente mantenha-se estável.

Nota: As informações aqui dispostas não pretendem ser dicas para investimento ou apontamento de preços para entrada ou saída de posições. O BTCSoul, seus editores, redatores e economistas não responsabilizam-se por quaisquer perdas que possam resultar do uso das informações acima mencionadas.