Entendendo mais sobre os famosos Masternodes

Publicado em 10 de novembro de 2018 por

Masternodes são uma forma menos conhecida de se obter renda investindo em criptomoedas. Aqui, explicaremos o que eles são e como os investidores são retribuídos por isso.

Toda Blockchain possui nós. Algumas, no entanto, possuem nós mestres (masternodes), que ressarcem financeiramente os seus donos. Esse guia contém tudo que você precisa saber sobre eles.

Conceito

Toda Blockchain necessita de nós, que são os “servidores” decentralizados nos quais elas estão hospedadas e que são responsáveis por processar e autorizar toda transação. O Bitcoin, por exemplo, tem mais de 10 mil nós ativos, e todos eles estão hospedando a Blockchain da moeda nesse momento; toda transação feita (ou seja, todo bloco adicionado) é adicionado a eles. Sendo assim, um bloco novo só é adicionado na Blockchain do nó se ela autorizar (e isso é feito, normalmente, utilizando o hash e o timestamp único de cada bloco, para verificar que ele não é uma duplicação de um bloco anterior). Com 10 mil nós para autenticar cada transação – muitos desses sendo hospedados por computadores não muito potentes – é claro que as transações no Bitcoin às vezes demoram muito pra ser aprovadas, além de não serem anônimas, já que todos os nós têm acesso à elas.

Por conta disso, algumas criptomoedas implementam, em suas Blockchains, nós com funções especiais, os quais também passam por exigências especiais: alguns nós podem, por exemplo, ser responsáveis por transações mais rápidas, e desses nós é exigido, é claro, que tenham processadores mais rápidos e que funcionem sem parar. Outros podem servir para processar transações anônimas. A esses nós se dá o nome masternode, e eles geralmente são ressarcidos pelo trabalho que exercem. Além disso, geralmente existe um número limitado de masternodes possíveis em cada Blockchain e, portanto, é necessário investir por uma cota.

A primeira criptomoeda a introduzir masternodes foi o DASH.

Dessa forma, os masternodes funcionam como os nós: são os “servidores” que hospedam a Blockchain. A diferença é que os masternodes exercem funções especiais e são quase sempre ressarcidos por isso. Sendo assim, os maternodes são, assim como, por exemplo, a mineração, uma forma de investimento.

Como masternodes podem ser uma forma de investimento

Comprar e operar um masternode, no entanto, costuma exigir um significativo investimento inicial – dependendo da criptomoeda escolhida. Além de comprar a cota para possuir os poderes sobre ele, o usuário ainda tem que assumir a responsabilidade operacional (ou terceirizar para algum provedor que faça esse tipo de serviço).

As criptomoedas que utilizam masternodes retribuem financeiramente os seus mantenedores de formas variáveis. Pode ser uma retribuição diária, por exemplo, ou uma dependente do número de transações feitas, no qual o responsável recebe uma parte dos custos de transações. Diferentemente da mineração, portanto, masternodes são uma forma de se conseguir obter lucro passivamente (basta possuir um e aguardar a taxas das transações feitas nessa Blockchain chegarem até você), ao contrário, por exemplo, de mineração, que é um tipo de atividade que exige que o usuário aja ativamente para que consiga lucrar com as recompensas dos blocos.

Em contraste com a mineração, masternodes costumam ter uma rentabilidade maior, porém, o retorno do investimento inicial é mais tardio. Normalmente, quando se fala em masternodes como investimentos, utiliza-se como parâmetro o ROI (Return On Investment), ou seja, o retorno esperado pela compra da cota de um deles e o tempo necessário.

Dessa forma, eles são investimentos mais parecidos com ações ou dividendos, pois retribuem o usuário paulatinamente. Assim como ações, eles também estão sujeitos a flutuações no valor da criptomoeda. Um investidor pode ter comprado uma cota por um preço baixo, pois, no ato da compra, o preço da moeda não era alto. Caso ela valorize, a taxa de retorno recebida irá ser maior do que o esperado. O contrário, é claro, também pode acontecer.

Existem sites dedicados a informar o ROI de cada criptomoeda. No entanto, essa vai ser sempre uma estimativa, já que o valor da moeda pode aumentar ou diminuir após a obtenção do masternode.

Dessa forma, o ponto principal de investimento em uma masternode é a garantia de um lucro passivo.

Um importante fator a ser considerado, é que essas moedas investidas ficam “trancadas”, mas não são gastas. Elas podem ser vendidas a qualquer momento. Logo, ao investir em um masternode, o usuário também está investindo na moeda em questão. Hoje em dia, por exemplo, o valor de um masternode do Dash é mais de 15x o que era há um ano.

Como começar a hospedar um masternode?

Para começar, é necessário um investimento inicial, que pode variar dependendo da criptomoeda escolhida.

  • Utilize um site que mostre dados sobre cada um deles para decidir em qual irá investir. https://masternodes.online/ é um bom exemplo.
  • Encontre um servidor capaz de hospedar o nó com o mínimo de potência e disponibilidade exigido por cada Blockchain. Isso pode ser feito do próprio equipamento do investidor ou terceirizado por empresas especializadas nisso.
  • Após escolher a criptomoeda a ser investida, entenda os requerimentos para compra e abertura do servidor do nó.

Vantagens e desvantagens de investir em masternodes

  • Investir em masternodes normalmente é mais vantajoso em moedas recentes, já que, além delas estarem a um preço menor, dessa forma, o benefício é garantido mais cedo. Um masternode de Dash, por exemplo custava 10 mil USD no início do ano. Hoje, eles são vendidos a 186 mil USD e geram um lucro passivo de 30 USD/dia.
  • Esse tipo de investimento garante um retorno diário, enquanto os outros tipos de investimentos (mineração, por exemplo) são mais voláteis.
  • É comum que possuidores de masternodes possam votar em parâmetros regulatórios das criptomoedas associadas a elas – isso pode ser do interesse de alguns investidores que se sintam desconfortáveis com como ela está sendo administrada.
  • Em boa parte dos casos, é possível rodar uma masternode diretamente de um computador comum, mas o investidor deve ficar atento aos requisitos iniciais (por exemplo, deixar o computador que vai funcionar como servidor ligado o tempo todo).
  • O investimento inicial para se comprar uma cota de masternode em uma moeda já consolidada costuma ser elevado.

Criptomoedas populares que possuem masternodes

  • Dash
  • ZCoin
  • PVIX
  • Vechain
Carlos Eduardo
Carlos Eduardo é um engenheiro frustrado que, ao decidir investir em criptomoedas e estudar o mercado, decidiu que gostava mais disso que do investimento em si. Já trabalhou como consultor para criptomoedas atualmente no top 100, dApps e publica periodicamente em revistas americanas e, aqui no Brasil, na BTCSoul. Acredita que a adoção geral de uma Smart Economy resolveria boa parte dos problemas do mundo.

Compartilhe!

Leave a Comment