23 toneladas de trigo entram na blockchain

Gerenciar o trigo que cresce na Austrália é um problema, que custa centenas de milhões de dólares a cada ano, para os produtores

Publicado em 23 de dezembro de 2016 por

Gerenciar o trigo que cresce na Austrália é um problema, que custa centenas de milhões de dólares a cada ano, para os produtores. Para reduzir o número de insolvências ou problemas com os pagamentos, situações que os produtores muitas vezes enfrentam, uma empresa está tentando resolver a situação usando uma blockchain.

A AgriDigital, baseada na Austrália, é uma plataforma integrada, baseada em nuvem, que gerencia sem problemas, contratos, entregas, faturas, pagamentos e inventário. O projeto, liderado pela startup australiana, Full Profile concluiu seu piloto onde estava conectado a uma rede privada da blockchain Ethereum este mês. De acordo com a Australian Financial Review, o projeto viu o primeiro acordo do mundo de uma mercadoria física se tornar ativo na blockchain.

Publicidade

Publicidade

O relatório destaca como David Whillock, um produtor de trigo da Whillock Pastoral, perto de Geurie, NSW, entregou 23 toneladas métricas para a Fletcher International Exports, com sede em Dubbo. Com o uso da blockchain, entretanto, Whillock conseguiu a confiança necessária na tecnologia para ajudar manter seu fluxo de dinheiro e seu negócio.

Perdas de trigo

O Victorian Farmers Federation Grains Group acredita que US$ 50 milhões foram perdidos em 2014 por produtores de grãos, com insolvências comerciais de grãos sendo a principal razão para tal perda.

Segundo Emma Weston, co-fundadora do Full Profile, a garantia de que o grão é transferido de um produtor para um consumidor é atualmente muito complexa. Isto então coloca elevados riscos e custos, tais como pagamentos lentos.

O que o projeto piloto mostrou?

Além de remover o risco da contraparte, a tecnologia da plataforma AgriDigital também pode ser usada para fornecer aos compradores de grãos opções de financiamento.

Weston disse que a blockchain pode informar sobre os valores que o comprador pode pagar, dando lhes a confiança de que necessitam, ou seja, saber que serão pagos em tempo.

Ela disse:

“Com esta nova tecnologia, podemos remover o risco da contraparte, para que os compradores e vendedores possam operar com confiança, assim como fizeram no passado.”

Oportunidades futuras

O ano corrente viu muitas realizações envolvendo blockchain. Podemos ate dizer que 2016 foi o ano do Boom da blockchain.

A indústria bancária é um setor que tem experimentado blockchain em diversos tipos de transações. Só recentemente o banco central francês realizou uma experiência interbancária de blockchain, enquanto blockchain está sendo usada para combater o cibercrime, e a indústria de energia também está aproveitando a tecnologia.

Não surpreendentemente, com 2017 despontando e com a alta competição envolvendo o setor agrícola, a tecnologia poderia fornecer a resposta ideal para resolver um problema atual de muitos produtores.

A tecnologia continua sendo vista como eficaz, mas dado o seu impacto em tantos outros setores, parece que ele irá fornecer as mesmas respostas para a agricultura também.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment