Mais de 90% das empresas de ICO chinesas devolveram os fundos aos investidores.

A grande maioria das startups chinesas reembolsou totalmente os fundos dos investidores que participaram da distribuição primária de moedas (ICO).

Publicado em 25 de setembro de 2017 por

A grande maioria das startups chinesas reembolsou totalmente os fundos dos investidores que participaram da distribuição primária de moedas (ICO). Isso foi relatado pela agência de notícias local Xinhua.

Conforme observado pela agência, até agora, mais de 90% dos projetos de ICO realizados na Republica Popular da China compensaram integralmente os fundos investidos pelos investidores. No momento algumas corretoras de criptomoedas também começaram a devolver fundos de usuários para os tokens que eles compraram. Isso, por sua vez, indica que a proibição de manter a ICO e o processo de fechamento de bolsas de valores na China será rigorosamente implementado na prática.

Publicidade

Publicidade

Além disso, a Agência de Notícias Xinhua informa que das 17 corretoras de criptomoedas que operam na China, quatro já cessaram suas atividades por completo. As outras estão se preparando ativamente para isso e já anunciaram a data da suspensão das operações.

Anteriormente, o BTCSoul informou que todas as corretoras de criptomoedas existentes na China cessarão as operações no país até o final de setembro. Mais tarde, ficou-se sabendo que pelo menos duas delas – OkCoin e Huobi – continuarão a trabalhar pelo menos até o final de outubro, mas elas se recusarão a negociar pares para o Yuan.

A ordem para proibir a oferta inicial de moedas no país foi emitida no início deste mês.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment