A exchange de bitcoin, Coinbase, recebe a Bitlicense de NY

O Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York (NYDFS) concedeu à Cypress exchange de criptomoedas uma licença formal para negociar no estado.

Publicado em 18 de janeiro de 2017 por

O Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York (NYDFS) concedeu à Cypress exchange de criptomoedas uma licença formal para negociar no estado.

Embora a Coinbase tenha sido autorizada a servir os clientes de Nova York sob uma licença provisória enquanto o processo de aplicação estava sendo conduzido, o prêmio formal do chamado “BitLicense” solidifica o status da exchange.

Publicidade

Publicidade

A licença chega num momento em que a exchange está lutando contra o que pode ser uma cara batalha legal contra a IRS para proteger os dados de seus clientes. Assim sendo a licença foi vista como uma “validação” de que a Coinbase planeja aderir com as considerações regulatórias.

Um representante da Coinbase disse:

“Acreditamos que o sucesso a longo prazo das tecnologias de moeda virtual e blockchains exigirão parcerias produtivas entre a indústria e o governo, e continuaremos a fazer investimentos pesados na segurança e integridade de nossas operações à medida que expandimos nosso negócio em Nova York e em torno da mundo.”

A Coinbase, baseada em San Franscico, é uma das startups mais financiadas da indústria, tendo arrecadado US$ 117 milhões em capital de risco. Em julho, a exchange começou a aceitar, o Ethereum (ETH) a moeda digital que impulsiona a blockchain de contratos inteligentes do Ethereum.

Publicidade

Publicidade

Formalmente lançado em junho de 2015, a BitLicense foi projetada para fornecer uma estrutura para as empresas que procuram a guardar ou negociar Bitcoin e outras criptocorrências.

No entanto, depois que 22 pedidos iniciais foram enviados, a controversa licença provou ser excessivamente cara para muitas startups.

História

Na verdade, este é apenas a terceira BitLicense a ser concedida até à data.

Em setembro de 2015, a Circle, com sede em Boston, recebeu a primeira Bilicense, embora em dezembro de 2016 a empresa tivesse se afastado de sua exchange de bitcoin para se concentrar mais em pagamentos.

Em julho passado, a Ripple, sediada em São Francisco, foi premiada com a segunda BitLicense como parte de seus planos de usar a blockchain que suporta a criptografia XRP para simplificar o modo como os bancos enviam dinheiro uns aos outros.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment