ACINQ atrai US$1,7 milhões de investimento

Um usuário do Reddit sob o apelido btc_throwaway1337 relatou a compra bem-sucedida de um roteador VPN da TorGuard utilizando a Lightning Network na rede principal do Bitcoin.

Publicado em 8 de outubro de 2018 por

A startup ACINQ, um dos principais desenvolvedores de soluções baseadas no protocolo Lightning Network (LN), arrecadou US$1,7 milhão durante uma rodada de financiamento liderada pela Serena Capital. Isso foi relatado pela CoinDesk.

Bertrand Diars, cofundador da Talend, Sebastian Lucas, o gerente do Altana Digital Currency Fund Alistair e Yves Weisselberger, fundador da Snapcar, também participaram da rodada de investimento.

A startup ACINQ, com sede em Paris, foi fundada poucos anos atrás. Durante esse período, a empresa, juntamente à Lightning Labs e à Blockstream, tornou-se um dos principais desenvolvedores de soluções para LN – estas últimas, no geral, permitem que o usuário realize transações instantâneas e solucione efetivamente o problema do escalabilidade de Bitcoin.

Uma das soluções mais populares da ACINQ é a Eclair Wallet, uma carteira que suporta o protocolo Lightning Network.

“Fizemos tudo isso com pouquíssimos recursos”, ressaltou Pierre-Marie Padou, CEO e cofundador da ACINQ.

Para onde irão os investimentos?

Padou observou que os fundos arrecadados permitirão criar mais “serviços legais” baseados na LN.

“Isso é bom não apenas para nós, mas também para a adoção da tecnologia”, acrescentou ele.

Os fundos arrecadados também permitirão que a ACINQ contrate de 3 a 4 desenvolvedores altamente especializados. Além disso, a startup pretende cooperar ativamente com outras empresas no desenvolvimento de padrões para o protocolo LN.

Os esforços da equipe da ACINQ também estarão focados na criação de carteiras LN móveis e de desktop, bem como na Strike, uma API recém-lançada – esta última destina-se a fornecer uma forma simples de receber pagamentos Lightning.

Ênfase na UX

Quanto à experiência do usuário (UX), Padou está confiante de que a startup está mais focada nas questões de conveniência e facilidade de uso das soluções LN.

“Prestamos muita atenção à experiência do usuário. Fomos os primeiros a lançar um aplicativo para dispositivos móveis. Acreditamos que é vital que os usuários comuns usem Lightning”, disse ele.

Apesar do fato de que muitas carteiras LN já estão no mercado, Padou considera a Eclair “a mais avançada” delas e a mais popular entre os usuários.

“Se tivermos que escolher entre novos recursos e a UX, sempre daremos prioridade a esta última”, salientou o chefe da ACINQ.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment