Administrador da MtGox pode suspender venda massiva de Bitcoins até setembro

Apesar de uma investigação ainda estar em andamento em relação ao fundador e CEO da falida MtGox, Mark Karpeles, no caso de peculato, manipulação de dados e violação de obrigações com os investidores, isso não o impediu de encontrar um novo emprego em uma base remota.

Publicado em 14 de Março de 2018 por

O advogado japonês e chefe do conselho de curadores da infame MtGox, Nobuaki Kobayashi, pode suspender a venda de Bitcoins da empresa até a próxima sessão judicial prevista para 18 de setembro de 2018. Esta opinião foi expressa pelo portal newsBTC.

Vale notar que muitos analistas de mercado atribuem o profundo colapso do preço da Primeira Moeda à venda de 35.841 Bitcoins e 34.008 Bitcoin Cash pertencentes à MtGox por um total de US$406,6 milhões.

A publicação acredita que Kobayashi poderá continuar vendendo os restantes 166 mil BTC após a sessão judicial, o que resultará numa significativa pausa para o atualmente suspenso mercado de criptomoedas. No entanto, existem aqueles que não concordam com esta afirmação.

Por exemplo, este usuário do Twitter refuta informações sobre a suspensão das vendas, pois, como ele enfatiza, Kobayashi já tem a permissão necessária, sendo que em 18 de setembro, haverá apenas mais uma reunião de credores. Ao mesmo tempo, ele acrescentou que existe a possibilidade de que os credores possam receber o restante dos dividendos em equivalentes de Bitcoin.

Como nota o usuário, muitos credores exigem pagamentos em iene japonês, portanto, não é possível descartar a opção de mais vendas de Bitcoins.

Vale ressaltar que como tornou-se conhecido anteriormente, a supostamente falsa empresa londrina Always Efficient LLP, com uma estrutura de propriedade opaca e que está por trás da BTC-e, poderia estar envolvida no branqueamento de bilhões da MtGox.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Publicidade

Publicidade

Leave a Comment