Ameaça de fork em agosto derruba preço do Bitcoin

O pesadelo de uma divisão na blockchain do Bitcoin está aumentando, tudo porque os apoiantes do Bitcoin Cash (BCC) anunciaram que irão adiante com o fork da rede.

Publicado em 25 de julho de 2017 por

O pesadelo de uma divisão na blockchain do Bitcoin está aumentando, tudo porque os apoiantes do Bitcoin Cash (BCC) anunciaram que irão adiante com o fork da rede.

Na sexta feira, o preço do Bitcoin subiu, atingindo quase US$ 3.000. Mas, a situação ainda demandava cuidado por parte dos investidores, pois mesmo com o apoio em massa nada estava garantido, ninguém ainda podia assegurar o desenrolar da situação. E hoje, essa situação se materializou com o preço do Bitcoin caindo abaixo de US$ 2550.

Publicidade

Publicidade

A razão para esses altos e baixos repetidos é o debate feroz na comunidade de Bitcoin sobre a implementação de um recurso chamado Segregated Witness (SegWit), que se destina a adicionar à capacidade de transação ao sistema.

Se um consenso não for alcançado, a blockchain Bitcoin pode se desfazer em duas criptomoedas diferentes. Isso, obviamente, não é bom para a confiança dos investidores, pois obriga as corretoras de Bitcoin a escolher os lados ou a interromper as negociações até que a poeira se assente, o que deixa os usuários confusos.

Charles Hayter, CEO da CryptoCompare.com, explica alguns dos detalhes técnicos:

Publicidade

Publicidade

“O BIP91 foi proposto como forma de mostrar suporte e comprometer grupos de mineração para o SegWit. Esse protocolo estava fixo na rede no início da sexta-feira, 21 de agosto, com cerca de 95% do poder de hash que o apoiava.

Uma vez ativados, os nós que suportam o BIP91 rejeitarão qualquer bloco que não inclua o ‘bit 1’. Os blocos minerados que sinalizam o bit 1 apenas sinalizam para o SegWit, portanto, fazendo prevalescer o Segwit (BIP141). Pensa-se que isso tornaria improvável que qualquer poder de hash bifurcasse a blockchain do Bitcoin, como nas soluções drásticas UASF e BIP148, o que levou à renovada confiança da comunidade.

No entanto, o medo em torno do possível fork do BTC foi aumentado, já que o Bitcoin Cash anunciou que iria em frente com o fork (seguindo o plano de contingência original da Bitmain para o UASF).

Alegações da Bitmain

De acordo com o anúncio da Bitmain, o UASF ou o BIP 148 é uma tentativa perigosa de dividir a rede. A empresa acredita que o UASF terá consequências graves e se referirá ao plano como um “ataque” ou um “apagamento” onde não há um plano de backup.

“A cadeia UASF apresenta o risco de a cadeia original ser eliminada”, explica a publicação no blog da Bitmain. “Se não houver um plano de contingência, toda a atividade econômica que ocorre na cadeia original após o ponto de bifurcação da UASF enfrentará o risco de ser aniquilada. Isso tem consequências desastrosas para todo o ecossistema Bitcoin”.

Ambiente instável

Diante de toda essa confusão que já dura bem mais que um ano, os preços do Bitcoin estão mais instáveis que nunca. Com todos supondo que isso ou aquilo vai acontecer, enquanto todos ficam nesse lesco-lesco, os oportunistas colocam mais lenha na fogueira. E, como sempre, a maioria dos investidores segue como gado, comprando ou vendendo conforme veem o que acreditam ser uma “oportunidade”.

Na verdade, uma explicação simples para tudo isso é que os imensos temores que estão por ai nada mais são que uma forma de forçar o mercado para que pessoas com grandes valores fiquem ainda mais ricas.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment