Análise de preço das altcoins: correção de acordo com o parâmetro de tempo

Como relatado anteriormente, os traders dos EUA devem ao Estado cerca de US$25 bilhões em impostos das receitas que receberam como resultado de operações com criptomoedas. As obrigações fiscais devem ser cumpridas também pelas corretoras criptomonetárias, o que pode o que pode fazer com que algumas plataformas tentem liquidar seus ativos nos próximos dias.

Publicado em 5 de dezembro de 2018 por

Analisando o atual mercado de altcoins, vale notar que o setor parece congelado em antecipação a algo. O que se tira disso é que nem o declínio nem o crescimento podem ser permanentes e contínuos, e que, portanto, o atual estado do mercado é uma correção – mais de acordo com o parâmetro de tempo do que de preço. A correção atual pode ser interpretada como “preparação para o salto”, a formação de mais um impulso descendente, que completa a tendência de queda de médio prazo na estrutura da tendência geral.

Neste artigo, falaremos sobre possíveis cenários para o movimento do preço do Bitcoin e de algumas das altcoins mais populares.

Bitcoin

O cronograma diário do BTC continua mostrando o movimento das cotações dentro do canal descendente. Os objetivos da redução estão em sua linha de suporte, e um dos principais deles é a marca de US$2,6 mil. A resistência para a tendência de longo prazo está em torno de US$5.925. A situação atual das velas de preços na área da linha de suporte do corredor interno sugere um consenso de opinião dos touros e ursos em relação ao custo do BTC. A quebra da linha de suporte do canal principal pode permitir que as cotações caiam para o nível de US$1,25 mil.

No gráfico de 4 horas, é possível observar o desenvolvimento de uma onda de declínio, cujo objetivo principal será o atual mínimo de US$3.460,10. O teste deste nível pode terminar tanto com uma quebra quanto com um rebote, o que é confirmado pela dinâmica ascendente das linhas MACD. Depois de quebrar o mínimo, o impulso será direcionado ao suporte psicológico de US$3 mil, e depois para o suporte principal em US$2,6 mil. O rebote, por sua vez, pode se transformar em uma extensão da fase de correção. Mas para o desenvolvimento desse cenário, o mercado deve primeiro superar a resistência local em US$4.055. Os objetivos para a possível expansão da fase correcional podem ser os níveis de 38,2% (4635) e 50% (US$5005) na escala de Fibonacci.

O cronograma de 1 hora para o BTC mostra o desenvolvimento de uma tendência de baixa de curto prazo dentro de um corredor estável. Uma meta dessa redução local pode ser sua linha de suporte e a marca de US$3.562. A “cruz preta” no Stochastic e a zona vermelha do histograma MACD podem estar confirmando a suposição de que as cotações continuarão caindo em curto prazo.

EOS

Olhando para a dinâmica do EOS no prazo de 4 horas, é possível ver que, após uma curta correção, as cotações se moveram para o canal de projeção superior e continuaram o desenvolvimento de uma tendência de queda de longo prazo. Atualmente, um teste da linha de suporte pode ser observado. O objetivo dessa tendência de queda é de US$2. Para os investidores, o atual preço do EOS já pode ser considerado atraente para investimentos de longo prazo. Com uma óbvia tendência de baixa no indicador MACD, percebe-se a formação de uma convergência, o que pode significar a iminente retração ou reversão.

Por outro lado, observando o gráfico EOS no prazo de 1 hora, fica em evidência o desenvolvimento de uma tendência de baixa de curto prazo, cuja meta poderia ser a marca de US$1,85. Ao mesmo tempo, a formação de uma convergência local pode ser observada no indicador Stochastic, o que pode indicar uma iminente correção. A confirmação do início da reversão será uma quebra da resistência atual de US$2,50. A quebra desse nível abrirá o caminho para níveis de resistência de US$2,67 e US$3,08.

Ethereum

A dinâmica do Ethereum no gráfico de 4 horas mostra uma onda descendente que mira o mínimo atual de US$98,04. Ao mesmo tempo, as linhas do indicador MACD estão direcionadas para cima, o que pode indicar que a fase de correção de médio prazo não terminou. A possibilidade do desenvolvimento de mais uma onda de crescimento nessa fase de correção pode ser realizada somente após a quebra da linha de resistência local. Os objetivos da correção estão localizados em 23,6% (US$127,26), 38,2% (US$145,93) e 50% (US$160,62) na escala de Fibonacci.

No cronograma de 1 hora para o Ethereum, vale notar o desenvolvimento do impulso atual como parte do canal da tendência descendente. A formação de uma “cruz negra” no indicador Stochastic aponta para a possibilidade de um declínio para o principal suporte local de US$98,04. A quebra do nível de resistência de US$113 pode ser um sinal para o desenvolvimento de uma tendência de alta de curto prazo.

Litecoin

No gráfico de 4 horas para o Litecoin, pode-se observar que as cotações dessa criptomoeda, após atingir o nível de correção de 23,6% de acordo com Fibonacci, começaram a formar uma tendência de baixa local. O objetivo imediato dessa redução deve ser o mínimo atual de US$26,28. Mas enquanto as linhas MACD se direcionarem para cima, ainda há espaço para a expansão da correção. O sinal para a continuação do desenvolvimento da fase correcional será uma quebra da linha de resistência local em US$32.90. O objetivo do crescimento corretivo adicional pode ser o nível de 38,2% (US$37,75).

No gráfico de 1 hora para o Litecoin, fica claro que, após o teste da linha de suporte, as cotações saltaram para o canal de projeção superior. O novo impulso da redução é direcionado para o nível de suporte de US$28,40. A emergente “cruz negra” no indicador Stochastic pode ser uma confirmação do desejo do mercado de atingir níveis alvo de suporte. Mas também a formação de uma lateral local de curto prazo não pode ser descartada. Nesse caso, a dinâmica das cotações será fixada entre os níveis de US$29,15 e US$31,83.

XRP

Avaliando a dinâmica de médio prazo para o XRP no gráfico de 4 horas, deve-se notar que o preço da criptomoeda continua a diminuir apesar da saída para o canal de projeção superior. O objetivo do possível crescimento será o atual nível de resistência em US$0,4077. Mas o cenário principal ainda é um declínio. Depois de quebrar o mínimo atual de 0,3123, as cotações começarão a testar os níveis de US$0,2718 e US$0,2365. Um fator que confirma a hipótese de um declínio adicional é a emergente “cruz negra” no indicador MACD.

Olhando para o período de 1 hora para o XRP, é possível ver que, após a convergência, as cotações corrigiram a tendência de baixa anterior atingindo a linha de resistência. Agora, a formação de mais um impulso descendente na tendência de queda de curto prazo está em andamento. No entanto, não se pode descartar a possibilidade de que o preço cresça para o nível de resistência de US$0,3540, e após sua quebra, continue para o nível de US$0,3865.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment