Análise de preço das altcoins: pessimismo prevalece

A tendência ascendente que perdurou nas duas últimas semanas terminou com uma profunda correção nesta quarta-feira, dia 25 de abril, quando o Bitcoin, quase superando os US$9,8 mil, perdeu mais de US$1 mil em valor em menos de 12 horas e provocou a queda do restante do mercado criptomonetário.

Publicado em 2 de Fevereiro de 2018 por

A maioria das criptomoedas ainda está na “zona vermelha” devido a um grande número de notícias negativas. Os possíveis cenários para o movimento de preços de várias populares altcoins serão informados por nós.

Ethereum

Análise de preço das altcoins: pessimismo prevalece. BTCSoul.com

No cronogramma de quatro horas para o Ethereum, a linha de suporte do canal ascendente atual está sendo testada. Do ponto de vista da análise técnica, esta situação pode ser justificada por duas hipóteses. A primeira – e mais provável – indica a possibilidade de quebra da linha de suporte e uma diminuição até corredor de projeção (marca de US$865).
Contudo, mesmo com esse cenário, o mercado pode testar a resistência local perto do nível de US$1.145.

Publicidade

Outro possível cenário de desenvolvimento pode ser a recuperação da linha de suporte atual. Nesse caso, o mercado continuará a se mover dentro do canal atual. O objetivo principal de tal movimento pode ser o máximo atual de US$1.427. Depois de atingir o nível alvo, será possível esperar uma retração de curto prazo aos anteriores máximos fractais.

Stellar

Análise de preço das altcoins: pessimismo prevalece. BTCSoul.com

A situação com o Stellar indica a conclusão do aumento corretivo via quebra da linha de suporte do canal ascendente. No momento, as cotações tendem à linha de apoio do corredor de projeção.

O objetivo local do impulso de declínio que está se desenvolvendo pode ser a marca de US$ 0,439, mas, no caminho para este objetivo, o mercado pode testar de novo a zona de quebra na faixa entre US$0,588 e 0,655.

Olhando a longo prazo, pode-se assumir que após alcançar o objetivo local de US$0,439 e superar a linha de suporte correspondente, o mercado poderá continuar com o desenvolvimento do impulso de declínio, atingindo o significativo mínimo de US$0,305.

Ripple

Análise de preço das altcoins: pessimismo prevalece. BTCSoul.com

O Ripple não conseguiu desenvolver um impulso ascendente corretivo. Após um longo teste da linha de suporte, as cotações formaram um novo canal descendente.

Atualmente, o mercado está testando uma linha de suporte horizontal, recuperação a partir da qual pode nascer o crescimento e o teste repetido da linha de resistência atual perto da marca de US$1,29. Uma recuperação a partir desse nível indicará a formação de um novo impulso de declínio. Seu objetivo será a linha de suporte do corredor atual – nível de US$0,76 –, o que coincide com o mínimo significativo atual.

Também vale à pena prestar atenção à opção da quebra da zona de resistência perto da marca de US$1,29. Nesse caso, as cotações poderão se mover para cima, dentro do corredor de projeção e na linha de resistência em torno de US$1,70.

Bitcoin Cash

Análise de preço das altcoins: pessimismo prevalece. BTCSoul.com

A imagem técnica do Bitcoin Cash não mudou: a tendência dominante continua a ser descendente. Neste contexto, vale considerar as perspectivas imediatas para a situação atual.

A curto prazo, o mercado está formando um canal descendente local, testando ao mesmo tempo a linha de suporte para o “triângulo” correcional de médio prazo. A conclusão dos testes promete uma redução até a linha de suporte do canal de baixa tendência de curto prazo, ou seja, até a marca de US$1,1 mil.

A superação da linha de apoio local indicará um fortalecimento do impulso de declínio e abrirá o caminho para o próximo corredor de projeção perto do nível de US$495. A principal resistência é a área de US$1,7 mil.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment