Análise de preço do Bitcoin: em antecipação à quebra da tendência

A tendência ascendente que perdurou nas duas últimas semanas terminou com uma profunda correção nesta quarta-feira, dia 25 de abril, quando o Bitcoin, quase superando os US$9,8 mil, perdeu mais de US$1 mil em valor em menos de 12 horas e provocou a queda do restante do mercado criptomonetário.

Publicado em 27 de Fevereiro de 2018 por

Durante quase toda a semana passada, a Primeira Moeda demonstrou um suave declínio. Assim, em comparação com os valores máximos de 20 de fevereiro, o Bitcoin caiu no preço em mais de US $ 2000.

Neste artigo, informaremos a nossos leitores os possíveis cenários para o movimento do preço do Bitcoin.

A semana passada não trouxe surpresas: tudo está de acordo com as previsões anteriores. O fim do mês está se aproximando, e a luta por uma vela mensal entre os touros e os ursos surgiu – a forma dessa luta dependerá, em grande parte, do astral dos traders.

No momento, a vela tem uma longa sombra inferior, indicando que os touros tomaram a iniciativa. No entanto, ela ainda tem um corpo de urso, o que não é muito bom. Idealmente, o mês deve ser concluído em US$10 mil, o que pode ser um sinal positivo para o mercado, permitindo que os compradores quebrem a tendência descendente mais rapidamente.

Análise de preço do Bitcoin: em antecipação à quebra da tendência. BTCSoul.com

BTC/USD, gráfico mensal

A vela semanal claramente não inspira otimismo nos compradores – tem uma forma puramente inversa. O preço pode subir, mas somente após os níveis mais baixos serem testados.

Este estado de coisas corresponde à previsão que afirma que o mercado se encontra em uma nova onda global de crescimento. Assim, a segunda onda de correção com o objetivo de US$8 mil – 8,5 mil já começou.

Análise de preço do Bitcoin: em antecipação à quebra da tendência. BTCSoul.com

BTC/USD, gráfico semanal

Agora, é necessário considerar também o gráfico diário principal com um ponto de virada em torno de US$6 mil. No início da semana passada, a linha de tendência descendente na figura de “cunha” foi atingida. Houve cerco recuo natural a partir desta linha, ao mesmo tempo em que o fim da primeira onda foi atingido e o ativo entrou em sua fase de correção. É possível especular que o objetivo será em torno de US$8,5 mil.

A onda 2 será formada nos primeiros dias de março e, espera-se, que o outono traga o início de um poderoso crescimento. A segunda quebra da tendência de baixa e uma jornada acima de US$11 mil representarão a quebra da tendência de baixa.

Análise de preço do Bitcoin: em antecipação à quebra da tendência. BTCSoul.com

BTC/USD, gráfico diário mostrando situação global 

Observando as estatísticas e a dinâmica dos últimos anos, é possível perceber que as criptomoedas cresceram ativamente, principalmente na primavera. Assim, tem-se dois fatores positivos ao mesmo tempo: as estatísticas dos últimos anos – indicando o crescimento potencial – e a análise técnica – indicando a chegada de uma fase de crescimento.

Houve grandes quedas para muitas altcoins, sendo que agora elas estão retornando aos níveis dos quais poderosas compras começaram anteriormente. Assim, o mercado em geral está se preparando para o crescimento ativo.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment