Análise de preço do Bitcoin: próximo nível de suporte chave está em US$3 mil

O lançamento de futuros de Bitcoin no final de 2017 influenciou o subsequente movimento de seu preço. Isto foi afirmado em uma carta econômica publicada pelo Banco Federal de Reserva de San Francisco.

Publicado em 27 de novembro de 2018 por

Pela primeira vez desde outubro de 2015, o preço do Bitcoin foi abaixo da linha de suporte principal, e o próximo nível significativo poderia ser a marca de US$3 mil.

No gráfico mensal, é possível observar que a média móvel exponencial (EMA 21), que por muito tempo foi um limite inferior do preço, foi quebrada no dia 15 de novembro.

Pela última vez, uma interseção desse tipo ocorreu em setembro de 2014. Depois disso, o preço ficou abaixo da EMA 21 por 13 meses, até outubro de 2015.

A EMA 21, que já se tornou um nível de resistência, atualmente passa pela marca de US$5.896, ao mesmo tempo em que o Bitcoin está sendo negociado em torno de US$3,7 mil na corretora Bitstamp.

Uma queda abaixo da EMA 21 marca a continuação de uma venda prolongada, que dura a partir da segunda metade de dezembro do ano passado, quando o BTC chegou perto da marca de US$20 mil, o que significa que o caminho de menor resistência é o caminho do “sul”.

A curto prazo, é provável que os preços deixem a zona de sobrevenda profunda. No entanto, as chances de que o Bitcoin retorne ao nível da EMA 21 são extremamente baixas – é improvável que a vela mensal não seja encerrada abaixo desse nível de suporte principal.

Gráfico de quatro horas

Nas próximas 24 horas, o quadro técnico para o par BTC/USD permanecerá com os ursos. O preço do Bitcoin está preso no canal descendente.

As EMAs “pesadas” com períodos de 50, 100 e 200 estão alinhadas em uma sequência, com uma acima da outra e todas direcionadas para baixo. Isso também significa a prevalência de vendedores no mercado.

Adicionalmente, o índice de força relativa (RSI) está mostrando uma divergência de alta. No entanto, o modelo só pode ser credível se o preço do Bitcoin superar o nível de resistência em cerca de US$4 mil.

Agora, se o Bitcoin quebrar a marca de US$3.473, que corresponde ao mínimo de 2018, a recuperação recente para a marca de US$4 mil pode ser considerada um “dead cat bounce”, que representa uma recuperação temporária de preço após uma queda prolongada sem subsequente mudança na tendência. Depois disso, o preço do BTC deve continuar caindo para o próximo nível de apoio psicológico em cerca de US$3 mil.

Por outro lado, se a divergência de alta do RSI funcionar em meio a uma quebra da marca de US$4 mil, o preço poderá testar o nível de US$4,5 mil.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment