Análise do preço do Bitcoin: incerteza pré-Ano Novo

A tendência ascendente que perdurou nas duas últimas semanas terminou com uma profunda correção nesta quarta-feira, dia 25 de abril, quando o Bitcoin, quase superando os US$9,8 mil, perdeu mais de US$1 mil em valor em menos de 12 horas e provocou a queda do restante do mercado criptomonetário.

Publicado em 26 de dezembro de 2017 por

Na semana passada, ocorreu uma profunda correção no mercado que muitas pessoas esperavam. As vendas pré-Ano Novo com fixação de posições e o pânico que se seguiu fizeram seu trabalho: o preço do Bitcoin caiu cerca de 40% a partir do máximo histórico. Vale ressaltar que a correção ocorreu novamente no contexto da rede com mau funcionamento e do acúmulo de várias transações não confirmadas.

Seguindo essa conjuctura, o Bitcoin Cash cresceu instantaneamente, atualizando seu máximo histórico. No entanto, mais tarde, a moeda desistiu um pouco. Parece que isso já foi visto antes, não é mesmo?

No gráfico semanal do Bitcoin, a vela tem uma longa sombra. Isto indica que o nível de US$11-13 mil é comprado ativamente por touros e aceitável para muitos compradores. Foi possível observar duas tentativas de quebra – que foram repelidas com sucesso.

Análise do preço do Bitcoin: incerteza pré-Ano Novo. BTCSoul.com

BTC/USD, gráfico semanal

O gráfico diário mostra que o preço começou a recuar exatamente a partir do limite inferior do canal de Bollinger. Após cada toque anterior, houve crescimento contínuo. Espera-se um retorno ao meio do canal (faixa de US$16-17 mil).

Análise do preço do Bitcoin: incerteza pré-Ano Novo. BTCSoul.com

BTC/USD, gráfico diário

A incerteza chegou ao mercado. Isso pode ser visto a partir dos spreads crescentes entre as principais Exchanges, incluindo Bitstamp, Bitfinex e Coinbase. Os preços desses sites diferem em centenas – e às vezes milhares – de dólares. Muitos associam isso aos feriados de Natal e Ano Novo, contudo, a situação é mais profunda e se relacionada à crescente incerteza no mercado. Dito isso, é importante notar que  quando os compradores e vendedores chegarem a um consenso, a volatilidade se acalmará e a moeda voltará a uma tendência ascendente estável.

Ethereum

O gráfico da segunda criptomoeda em termos de capitalização quase reflete a dinâmica do Bitcoin. Outras criptomoedas imortantes mostram gráficos semelhantes: a primeira onda de queda, depois uma forte retração, seguida pela segunda tentativa de quebra e um novo crescimento.

De acordo com o cronograma semanal, já está claro que, apesar da seriedade e perigo da vela semanal (que tem a forma de um giroscópio), e a natureza reversa da mesma, muitos traders ignoram isso e se concentram exclusivamente no preço, considerando-o muito baixo.

Análise do preço do Bitcoin: incerteza pré-Ano Novo. BTCSoul.com

ETH/USD, gráfico semanal

O gráfico diário mostra que o preço quase tocou na marca de US$500, mas retornou rapidamente, já que os investidores o acharam muito interessante e baixo. Um importante indicador se manifestará através do retorno à marca de US$800. Caso isso aconteça, então, existe uma alta probabilidade de que o crescimento recomece.

O retorno até a área abaixo de US$650 será crítico. Nesse caso, o interesse nas marcas em torno de US$500 reaparecerá.

Análise do preço do Bitcoin: incerteza pré-Ano Novo. BTCSoul.com

ETH/USD, gráfico diário

 

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment