Análise do preço do Bitcoin: incerteza pré-Ano Novo

Na semana passada, a Primeira Moeda voltou a ser pressionada e não conseguiu manter suas posições. Neste artigo, falaremos sobre os possíveis cenários do movimento de preço do Bitcoin.

Publicado em 26 de dezembro de 2017 por

Na semana passada, ocorreu uma profunda correção no mercado que muitas pessoas esperavam. As vendas pré-Ano Novo com fixação de posições e o pânico que se seguiu fizeram seu trabalho: o preço do Bitcoin caiu cerca de 40% a partir do máximo histórico. Vale ressaltar que a correção ocorreu novamente no contexto da rede com mau funcionamento e do acúmulo de várias transações não confirmadas.

Seguindo essa conjuctura, o Bitcoin Cash cresceu instantaneamente, atualizando seu máximo histórico. No entanto, mais tarde, a moeda desistiu um pouco. Parece que isso já foi visto antes, não é mesmo?

Publicidade

Publicidade

No gráfico semanal do Bitcoin, a vela tem uma longa sombra. Isto indica que o nível de US$11-13 mil é comprado ativamente por touros e aceitável para muitos compradores. Foi possível observar duas tentativas de quebra – que foram repelidas com sucesso.

Análise do preço do Bitcoin: incerteza pré-Ano Novo. BTCSoul.com

BTC/USD, gráfico semanal

Publicidade

Publicidade

O gráfico diário mostra que o preço começou a recuar exatamente a partir do limite inferior do canal de Bollinger. Após cada toque anterior, houve crescimento contínuo. Espera-se um retorno ao meio do canal (faixa de US$16-17 mil).

Análise do preço do Bitcoin: incerteza pré-Ano Novo. BTCSoul.com

BTC/USD, gráfico diário

A incerteza chegou ao mercado. Isso pode ser visto a partir dos spreads crescentes entre as principais Exchanges, incluindo Bitstamp, Bitfinex e Coinbase. Os preços desses sites diferem em centenas – e às vezes milhares – de dólares. Muitos associam isso aos feriados de Natal e Ano Novo, contudo, a situação é mais profunda e se relacionada à crescente incerteza no mercado. Dito isso, é importante notar que  quando os compradores e vendedores chegarem a um consenso, a volatilidade se acalmará e a moeda voltará a uma tendência ascendente estável.

Ethereum

O gráfico da segunda criptomoeda em termos de capitalização quase reflete a dinâmica do Bitcoin. Outras criptomoedas imortantes mostram gráficos semelhantes: a primeira onda de queda, depois uma forte retração, seguida pela segunda tentativa de quebra e um novo crescimento.

De acordo com o cronograma semanal, já está claro que, apesar da seriedade e perigo da vela semanal (que tem a forma de um giroscópio), e a natureza reversa da mesma, muitos traders ignoram isso e se concentram exclusivamente no preço, considerando-o muito baixo.

Análise do preço do Bitcoin: incerteza pré-Ano Novo. BTCSoul.com

ETH/USD, gráfico semanal

O gráfico diário mostra que o preço quase tocou na marca de US$500, mas retornou rapidamente, já que os investidores o acharam muito interessante e baixo. Um importante indicador se manifestará através do retorno à marca de US$800. Caso isso aconteça, então, existe uma alta probabilidade de que o crescimento recomece.

O retorno até a área abaixo de US$650 será crítico. Nesse caso, o interesse nas marcas em torno de US$500 reaparecerá.

Análise do preço do Bitcoin: incerteza pré-Ano Novo. BTCSoul.com

ETH/USD, gráfico diário

 

Chrys

Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment