Analista líder da EXMO é sequestrado em Kiev

O especialista em Blockchain e principal analista da EXMO Pavel Lerner foi libertado em Kiev. Isso foi relatado pela Reuters através do funcionário da Verkhovna Rada da Ucrânia

Publicado em 27 de dezembro de 2017 por

No dia 26 de dezembro em Kiev, um cidadão russo de quarenta anos que possui autorização de residência na Polônia – analista da EXMO LLP e especialista em Blockchain, Pavel Lerner – desapareceu. Isto foi noticiado no “País”, referindo-se a uma fonte nas agências de aplicação da lei.

Como apontou a fonte, Lerner desapareceu durante o dia. O caso foi reportado à policia durante a noite por conhecidos do sequestrado na delegacia de Obolonsky.

Também tornou-se conhecido que Lerner foi sequestrado perto de seu local de trabalho – um centro de escritórios na Avenida Stepan Bandery. Testemunhas afirmam que Lerner foi levado por homens vestido de preto usando balaclava em seu carro da marca Mercedes-Benz Vito (número de estado AA 2063 MT) que se afastou rapidamente em direção desconhecida.

Os responsáveis ​​pela aplicação da lei realizam ações de investigação, elaborando possíveis versões do que aconteceu. Qualificação preliminar do incidente – sequestro de uma pessoa (parte 2, artigo 161 do Código Penal da Ucrânia).

Na Ucrânia, Pavel Lerner participou de uma série de startups relacionadas à Blockchain e criptomoedas.

“Estamos fazendo todo o possível para acelerar a busca de Pavel Lerner e agradeceremos qualquer informação sobre o seu paradeiro”, afirmou o departamento de relações públicas da EXMO. “Apesar dessa triste situação, nossa corretora de criptomoedas opera de modo regular. Gostaríamos de enfatizar que a natureza do trabalho de Pavel na empresa não lhe fornece acesso aos repositórios ou informações confidenciais de usuários cujos ativos estão completamente seguros”.

Lembre-se de que, no dia 15 de dezembro, o apartamento e escritório do fundador da ForkLog, Anatoly Kaplan, foi invadido por representantes do Serviço de Segurança da Ucrânia, que realizaram buscas no local. Durante as pesquisas, o siloviki apreendeu dispositivos com criptomoedas armazenadas, um laptop e outros pertences pessoais de Anatoly Kaplan, bem como todo o dinheiro da empresa, cerca de dez dispositivos iMac e uma garrafa de rum Kraken. Além disso, todos os ETHs que estavam nas carteiras de Anatoly – mais de US$200 mil – foram transferidos a uma carteira pertencente ao departamento. Mais tarde, os advogados de Anatoly Kaplan esclareceram a posição jurídica sobre a situação atual.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment