Analista: preço do Bitcoin não irá abaixo de US$6 mil

No dia 27 de maio, o preço do Bitcoin passou de US$ 2.500 para US$ 2.700, posteriormente caindo ate US$ 1.900. Essa queda deixou muitos investidores em pânico, e os temores de uma bolha no preço do Bitcoin se intensificaram.

Publicado em 20 de junho de 2018 por

Durante entrevista à CNBC, o chefe da empresa Blue Line Futures, Bill Baruch, expressou confiança de que o preço do Bitcoin atingiu o “fundo” e, portanto, não cairá abaixo de US$6 mil.

Segundo ele, o preço do BTC crescerá no longo prazo, logo após ultrapassar a marca de US$11,3 mil. Adicionalmente, a atual redução da volatilidade da Primeira Moeda, segundo Baruch, é explicada pelo fato de que a taxa do Bitcoin está próxima do seu mínimo. Agora, ele observa, “as vendas se esgotaram” e uma magnitude igualmente baixa nas flutuações de preços tem sido observada há mais de um ano.

“Um mínimo é um processo, não um preço. Agora que o preço e a volatilidade do Bitcoin desceram à Terra, o processo de encontrar um mínimo pode começar”, sublinhou o presidente da Blue Line Futures.

Ele também observou que o Bitcoin estava crescendo mais rápido na véspera do lançamento de futuros da criptomoeda no CBOE e CME. À época, o mercado estava superaquecido, pois os especuladores tentaram não perder os ganhos de curto prazo.
No entanto, a queda acentuada na taxa de Bitcoin no início de 2018 “eliminou o entusiasmo excessivo”.

Bill Baruch acredita que, para retomar a tendência ascendente, o Bitcoin deve ir acima de 8,5 mil dólares e depois reconquistar o nível psicológico de US$10 mil.

Se você, caro leitor, estiver mais interessado sobre este tão falado tópico que é o Preço do Bitcoin, sinta-se convidado a ler mais sobre isso aqui.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment