Após venezuelanos, nigerianos correm para o Bitcoin

Os nigerianos buscam resistir à inflação e para isso estão começando a explorar os benefícios do Bitcoin, sua característica de independência em relação à legislação governamental, entre outras várias qualidades, torna-o um refúgio seguro para economias em apuros.

Publicado em 9 de fevereiro de 2017 por

Os nigerianos buscam resistir à inflação e para isso estão começando a explorar os benefícios do Bitcoin, sua característica de independência em relação à legislação governamental, entre outras várias qualidades, torna-o um refúgio seguro para economias em apuros.

Na segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017, jovens de diferentes cidades da Nigéria saíram às ruas para protestar contra a liderança da nação. Uma das principais razões para o protesto nacional é o alto nível de inflação de sua moeda nacional.

Publicidade

Publicidade

Os nigerianos estão revoltados com o governo local

No momento da escrita, a taxa de câmbio do Naira da Nigéria para o dólar dos EUA no mercado paralelo é de cerca de NGN 500 a US$ 1. Para um país dependente de importações, isso automaticamente provoca dificuldades acrescidas à medida que o preço dos bens básicos e das commodities subiu vertiginosamente.

Um exemplo típico é o do saco de 50 kg de arroz, que era vendido por NGN 9.000 e agora está sendo vendido por mais de NGN 22.000.

Várias razões foram responsabilizadas pela dificuldade existente no país, o topo da lista é a queda no preço do petróleo, que é a principal commodity de exportação da Nigéria. Alguns especialistas insistem que além do preço do petróleo bruto, as políticas econômicas da liderança atual são defeituosas.

Isso é enfatizado ainda mais pela queda atual da economia em recessão. Essa situação perdura e não há previsão de saída, uma vez que não existe nenhum plano robusto para que isso ocorra.

O exemplo venezuelano

Em comparação com a situação venezuelana, conclui-se que ambos estão atormentados com circunstâncias semelhantes, sendo o petróleo bruto a principal fonte de receita internacional tanto para a Nigéria quanto para a Venezuela. No entanto, a situação venezuelana é mais crítica, provavelmente porque sua queda ocorre há mais tempo.

Atualmente, a Venezuela é um dos países onde o Bitcoin tem sido amplamente aceito. As razões para isso podem não ser exageradas. Com uma taxa de inflação que se destaca como a mais alta do mundo, tecnicamente tanto o governo quanto o povo podem ter se tornado investidor em busca de um refúgio seguro.

Uma curva que está se desenvolvendo na Nigéria aponta na mesma direção do que está acontecendo na Venezuela, talvez em menor grau, no entanto.

Uma tendência familiar

O uso de Bitcoin aumentou na Nigéria, onde o interesse de pesquisa do Google em Bitcoin é definitivamente o mais alto também. O desenvolvimento da tecnologia Bitcoin na Nigéria seguiu o padrão regular de inovações anteriores.

Primeiramente, começou como um sussurro, poucos indivíduos tiveram uma ideia da tecnologia e foram ignorados ou ridicularizados em cada oportunidade dada. Então veio a segunda fase, quando a multidão correu para a arena apesar de ter pouco ou nenhum conhecimento do conceito envolvido.

Com tantas consequências desagradáveis da segunda fase, com muitas pessoas sofrendo perdas investindo nos empreendimentos errôneos por ignorância, a terceira fase, que envolve a intervenção do governo, evoluiu. Se os ponteiros são tão corretos como eles parecem, então o mundo deve esperar uma revolução do Bitcoin em toda a África.

A Nigéria é conhecida por sua tradição de extremismo em qualquer empreendimento que é abraçada por seu povo, por isso o holofote do mundo da tecnologia deve se concentrar na nação subsaariana. Como a restauração do valor da moeda do país não apresenta uma perspectiva brilhante ainda, os cidadãos não querem ser pegos desprevenidos de novo.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment