Arquivo do governo britânico testará possibilidades de Blockchain

O Banco Central da Grã-Bretanha (BoE) publicou a prova oficial da correção do conceito (Proof-of-Concept), que descreve a possibilidade de fornecer aos usuários acesso a dados em uma rede absolutamente segura. Sobre este conceito, o Banco Central trabalha em conjunto com o provedor de redes de infraestrutura networks Chain.

Publicado em 7 de junho de 2018 por

O Arquivo Nacional (TNA), registrador oficial do governo do Reino Unido, está explorando a possibilidade de empregar a tecnologia de Blockchain na troca de registros. Isso foi relatado СoinDesk.

O projeto de pesquisa denominado Archangel está sendo conduzido pela Universidade de Surrey em conjunto com o Open Data Institute. Um dos objetivos do projeto é investigar as possibilidades de utilização da Blockchain para resolver efetivamente os problemas relacionados ao gerenciamento de arquivos.

De acordo com o gerente da TNA, Alex Greene, a tecnologia de registro distribuído (DLT) é usada no projeto Archangel para “coletar assinaturas digitais de conteúdo digitalizado físico e originalmente digital”.

“Como podemos mostrar que o registro que você vê hoje é o mesmo que foi colocado no arquivo 20 anos atrás? Como podemos garantir que os cidadãos continuem a ver os arquivos como repositórios confiáveis de informações públicas? Para responder a essas perguntas, o Archangel ajudará a garantir que o registro digital seja alterado, a mudança seja legal e genuína”, escreveu Greene em seu blog.

Segundo ele, o projeto ajudará a descobrir como a Blockchain pode ser usada para esses fins.

O estudo é financiado pelo Conselho de Pesquisa em Engenharia e Ciências Físicas, que anualmente investe mais de £800 milhões em pesquisas em matemática, ciência de materiais e tecnologia da informação.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment