AT&T é acusada de cumplicidade em roubo de criptomoedas

Um processo de 69 páginas foi aberto Na Corte Distrital de Los Angeles pelo fundador da BitAngels, Michael Terpin, contra a gigante americana de telecomunicações AT&T. Terpin afirma que o operador ajudou fraudadores a "roubar dados pessoais digitais" da conta em seu smartphone.

Publicado em 18 de agosto de 2018 por

Um processo de 69 páginas foi aberto Na Corte Distrital de Los Angeles pelo fundador da BitAngels, Michael Terpin, contra a gigante americana de telecomunicações AT&T. Terpin afirma que o operador ajudou fraudadores a “roubar dados pessoais digitais” da conta em seu smartphone. Como resultado, ele perdeu US$24 milhões em criptomoedas. Isso foi relatado em um comunicado oficial.

Segundo Terpin, houve dois ataques durante sete meses: inicialmente, um invasor conseguiu acesso ao seu número de telefone sem fornecer uma senha ou dados corretos de identificação. Em seguida, o número de telefone foi usado para acessar as carteiras.

“As ações da AT&T podem ser comparadas a um hotel que dá a chave para o meu quarto e meu cofre para um ladrão que apresenta documentos falsos que alegadamente certificam minha identidade”, apontou o autor.

Michael Terpin exige que a AT&T lhe pague US$224 milhões: US$200 milhões por danos morais e mais US$24 milhões pelo próprio roubo.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment