A atualização Metropolis do Ethereum ocorrerá através de dois hard forks

Os desenvolvedores do Ethereum forneceram ao mundo um pouco mais de informações sobre o próximo fork, o Metropolis. Conforme observado, este hard fork deve entrar em vigor no final de setembro deste ano e apresentará muitas mudanças no ecossistema. Como se verifica, haverá dois forks separados que compõem as mudanças propostas pelo Metropolis. Os dois forks serão conhecidos como Byzantium e Constantinopla, respectivamente. Ambos os hard forks irão gradualmente introduzir grandes mudanças no ecossistema Ethereum.

Publicado em 29 de agosto de 2017 por

Os desenvolvedores do Ethereum forneceram ao mundo um pouco mais de informações sobre o próximo fork, o Metropolis. Conforme observado, este hard fork deve entrar em vigor no final de setembro deste ano e apresentará muitas mudanças no ecossistema. Como se verifica, haverá dois forks separados que compõem as mudanças propostas pelo Metropolis. Os dois forks serão conhecidos como Byzantium e Constantinopla, respectivamente. Ambos os hard forks irão gradualmente introduzir grandes mudanças no ecossistema Ethereum.

Implantação em dois movimentos

Embora no ecossistema Ethereum hard forks já sejam uma coisa relativamente comum, parece que os desenvolvedores estão inclinados a introduzir menos mudanças por fork no futuro. Considerando como a atualização de desenvolvimento da Metropolis agitará um pouco as coisas, uma implantação gradual de mudanças e oportunidades é, de fato, uma abordagem melhor.

Publicidade

Publicidade

Afinal, os desenvolvedores querem garantir que todas as suas alterações funcionem corretamente antes de serem apresentadas ao público. Se isso significa empurrar alguns elementos de volta alguns meses para fins de otimização, que seja assim. Constantinopla e Byzantium são as duas próximas mudanças de desenvolvimento que aguardamos, pois ambos os forks são parte da principal atualização do Metropolis.

A primeira parte do Metropolis será o fork de Byzantium, que entrará em vigor conforme previsto, até o final de setembro. A equipe ainda está comparando os novos custos do gás, e os resultados devem ser apresentados dentro das próximas duas semanas. Uma vez que esses testes estejam completos e os clientes da rede integrarem os EIP do Byzantium em conformidade, o hard fork será lançado no Rnet de teste Ropsten por duas a quatro semanas. Isso dará aos desenvolvedores do Ethereum algum tempo para coletar um feedback adicional e corrigir quaisquer problemas persistentes ou problemas que possam ter surgido nesse tempo.

Acessar esta versão testnet pode ser um pouco difícil. O testnet Ropsten é inestimável para a rede Ethereum, mas também é difícil de sincronizar. O objetivo é encontrar “formas mais criativas” para que as pessoas sincronizem o Ropsten e algumas abordagens diferentes já estão sendo discutidas. Existem muitos clients de rede diferentes que se beneficiarão de implementações diferentes de procedimentos de sincronização aprimorados. Ainda há algum trabalho a ser feito, mas representantes de todos os clientes estão a bordo para desenvolver essas soluções o mais rápido possível.

Publicidade

Publicidade

O número de bloco para o hard fork ainda não foi determinado pelos desenvolvedores. Neste momento, o melhor cenário envolve a introdução de Byzantium em 22 de setembro, embora possa ser empurrado para o dia 27 de outubro, se necessário. Em qualquer lugar, entre essas duas datas, parece ser a figura do “Momentum” para a implantação da fork, mais detalhes oficiais serão revelados nos próximos dias e semanas. O final de setembro ainda é o objetivo original e os desenvolvedores tentarão manter essa data o mais próximo possível.

Os principais desenvolvedores recentemente tiveram uma reunião sobre a dificuldade da mineração. Como a maioria dos usuários de Ethereum está bem ciente, a dificuldade de mineração continuará aumentando até que chegue a um nível tão alto que torne-se praticamente impossível extrair o Ethereums com sucesso. Um novo EIP foi antecipado para enfrentar esta situação e verifica-se que a recompensa de mineração será reduzida de 5 ETH para 3 ETH durante o estágio Metropolis. Alguns usuários sentem que a recompensa deve ser reduzida ainda mais tarde, essas discussões porem ainda estão ocorrendo. A recompensa do bloco reduzido entrará em vigor quando o Byzantium for lançado no mainnet.

Tudo isso mostra que algumas mudanças interessantes estão chegando à rede Ethereum, embora não sejam lançadas de uma só vez. Por enquanto, não parece haver uma linha de tempo dedicada para o hard fork Constantinopla ainda, mas vamos descobrir mais assim que que o Bizzantium for implantado com sucesso. Há claramente muito a aguardar no fork Metropolis.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment