Autores de programa da Netflix distorcem informações sobre Bitcoin e Blockchain

Em um dos episódios do programa Explained, na Netflix, vários erros factuais foram cometidos. Assim como relata a CCN, isso foi indicado pelo antigo engenheiro da BitGo, Jameson Lopp,

Publicado em 12 de junho de 2018 por

Em um dos episódios do programa Explained, na Netflix, vários erros factuais foram cometidos. Assim como relata a CCN, isso foi indicado pelo antigo engenheiro da BitGo, Jameson Lopp,

Segundo Lopp, os autores do episódio explicaram corretamente a natureza do Bitcoin e a essência das criptomoedas, mas cometeram um erro ao interpretar a tecnologia de Blockchain, atribuindo a ela uma série de deficiências inexistentes.

Publicidade

Em particular, o show alegou que Satoshi Nakamoto inventou a Blockchain, e que a tecnologia de registro distribuído é a base de todas as criptomoedas, sem exceção.

Na verdade, a primeira menção de uma cadeia de blocos de informações foi feita em 1991, quando os pesquisadores Stuart Haber e Scott Stornetta usaram uma árvore de Merkle para processar documentos em um único bloco. Além disso, o conceito de “Blockchain” não tem nada a ver com o mecanismo de consenso.

Jameson Lopp apontou também para algumas declarações falsas de que a chamada tarefa dos generais bizantinos é obter privacidade durante as transações, e que a maioria dos Bitcoins é gasta em atividades criminosas, embora na verdade, o Bitcoin seja uma moeda transparente e pseudoanônima.

“As informações fornecidas no vídeo estão longe da realidade e só confundem usuários inexperientes”, afirmou Jameson Lopp.

O Explained é um projeto conjunto da Netflix e da empresa Vox. Ele foi lançado no Youtube no início de 2018. A ideia do show é explicar de forma simples a essência de coisas complexas, de K-pop à Blockchain.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment