Autoridades indianas tocam novamente em assunto de proibição de criptomoedas

O segundo maior operador de telecomunicações do mundo – e maior da Índia –, Jio Infocomm, lançará uma moeda criptográfica para programas de gerenciamento e fidelidade da cadeia de suprimentos, chamado JioCoin.

Publicado em 31 de outubro de 2018 por

Na última reunião do Conselho de Estabilidade Financeira, presidida pelo Ministro das Finanças da Índia, Arun Jaitley, as autoridades discutiram o futuro das criptomoedas no país. De acordo com o comunicado de imprensa da reunião, o órgão interdepartamental levantou o tópico da proibição do uso de criptomoedas “privadas”.

“O Conselho também analisou os desafios e problemas dos ativos criptomonetários e foi informado que teve discussões no comitê de alto nível sobre a proibição do uso de criptomoedas privadas na Índia, bem como sobre os incentivos de uso da tecnologia de registro distribuído de acordo com o orçamento de 2018-2019”, diz o documento.

Os membros do Conselho não especificaram quais criptomoedas poderiam ser classificadas como ativos privados e o que exatamente significa o uso das mesmas. Como escreve a CCN, é provável que “o uso” se refira a negociações e pagamentos”.

Vale notar que no final de outubro, o Supremo Tribunal da Índia apelou ao governo com um pedido para apresentar sua visão sobre a regulamentação de criptomoedas dentro de duas semanas.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment