Banco britânico Barclays considera integração de criptomoedas

O banco britânico Barclays está considerando a possibilidade de integrar Bitcoin e outras Altcoins ao seu sistema de trabalho.

Publicado em 27 de junho de 2017 por

O banco britânico Barclays está considerando a possibilidade de integrar Bitcoin e outras Altcoins ao seu sistema de trabalho.

De acordo com relatórios da CNBC, o banco britânico Barclays está negociando com a Autoridade Britânica de Supervisão Financeira (FCA) e as empresas financeiras locais para aumentar a segurança do Bitcoin, bem como a introdução da moeda criptográfica no sistema bancário.

“Conversamos com várias empresas no campo FinTech. E, junto com eles, fomos à FCA para falar sobre como é possível, a princípio, entrar no jogo das criptomoedas, e não precisa ser estritamente o Bitcoin. Obviamente, essa é uma nova esfera de atuação, com a qual devemos ter cuidado. Mas estamos trabalhando nessa direção “, disse Ashok Vasani, diretor executivo da divisão bancária privada e corporativa da Barclays.

Porem, exatamente como o banco pretende usar o Bitcoin e as outras criptomoedas ainda é um mistério que não foi desvendado pela instituição.

Enquanto isso, especialistas da comunidade financeira tradicional acreditam que a integração da moeda criptográfica nos processos de trabalho diário dos bancos levará muito tempo, porque elas são frequentemente usadas ​​para fins ilegais – como se o Dólar, Euro, Real e demais moedas fiduciárias não fossem usadas para esses fins. Como se regulamentação de bancos e governos conseguissem impedir as pessoas mal intencionadas de atuarem onde desejam.

O Barclays vem demonstrando nesses últimos anos um interesse crescente nas criptomoedas e tecnologia de blockchain. Foi assim que, em 2016, o principal banco britânico uniu forças com a startup de Bitcoin Circle, lançando no Reino Unido uma aplicação de pagamento social que permite enviar dinheiro ao converter libras esterlinas em uma moeda criptográfica.

Publicidade

Opinião

Os banqueiros podem ser muita coisa, mas burros eles não são. Prova disso é que dominam o mundo há muito mais tempo do que dá para calcular. E, agora vendo essa nova ameaça, não fica difícil entender que para eles o jogo é se juntar a essa ameaça, ao invés de entrar numa guerra por usuários que historicamente são explorados por eles.

Quanto à análise dos “especialistas tradicionais”, creio que esse tipo de comentário seja normal. Afinal, sair da economia tradicional onde todo mundo fala a mesma coisa há séculos, e ter que pensar de uma forma totalmente nova, dói (e muito) para certas pessoas.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment