Banco Central da Coréia implantará Prova de Conceito do grupo R3

O Banco central da Coréia planeja executar o projeto de tecnologia de blockchain da prova de conceito do consórcio R3. Kim Jung-hyuk, chefe da equipe de planejamento de e-finanças para o serviço de supervisão financeira do banco, anunciou o projeto na conferência Digital Money 2017, de acordo com a EconoTimes.

Publicado em 25 de fevereiro de 2017 por

O Banco central da Coréia planeja executar o projeto de tecnologia de blockchain da prova de conceito do consórcio R3. Kim Jung-hyuk, chefe da equipe de planejamento de e-finanças para o serviço de supervisão financeira do banco, anunciou o projeto na conferência Digital Money 2017, de acordo com a EconoTimes.

O consórcio R3 é um grupo de trabalho que conta com mais de 70 das principais instituições bancárias e financeiras do mundo.

Cronograma ainda a ser anunciado

“Recentemente decidimos prosseguir com a prova de conceito do consórcio R3, e uma vez que a decisão final será tomada internamente, e logo o escopo específico e cronograma do projeto serão anunciados”, disse Jung-hyuk. “Como um banco central, estávamos olhando para diferentes maneiras de utilizar a tecnologia blockchain.”

O banco criou uma equipe de força-tarefa para supervisionar possibilidade da emissão de uma moeda digital. A força-tarefa examinará o efeito da moeda digital sobre a política monetária do banco e sua estabilidade financeira.

Uma equipe separada vai explorar maneiras de emitir, circular e regular a negociação de moeda digital, disse Kim. Ele disse que o banco planeja organizar um grupo de trabalho sobre outras questões, incluindo a invasão de privacidade.

Coréia investe em Blockchain

A Comissão de Serviços Financeiros (FSC) da Coréia do Sul – o principal regulador e autoridade financeira do país – revelou anteriormente seu plano de lançar um projeto-piloto impulsionado por uma blockchain de serviços financeiros.

Esse anúncio ocorreu pouco mais de um mês após a formação do primeiro consórcio de blockchain da Coréia do Sul. Um grupo de 21 empresas de investimento financeiro e cinco empresas de tecnologia blockchain assinaram um memorando de entendimento para desenvolver soluções de livro distribuído como um think tank para o mercado de capitais coreano.

O consórcio público-privado foi liderado por autoridades como o FSC e o Korea Financial Investment Association.

O banco informou recentemente que vê companhias não-financeiras, voltadas para a tecnologia, fazendo um grande alvoroço no setor financeiro do país.

Fintech avança

O relatório observou que uma série de empresas de tecnologia global entraram no mercado financeiro coreano para introduzir produtos de banco digital, empurrando a adoção de tecnologias financeiras.

O relatório apontou particularmente para a tecnologia blockchain e inteligência artificial como duas inovações que já estão em andamento no mercado.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment