Banco Central da Rússia: se a revolução é inevitável, melhor sair na frente

Considerando casos de bloqueios de sites, os tribunais russos devem necessariamente envolver os proprietários desses recursos. Isto foi afirmado no acórdão do Supremo Tribunal da Federação Russa.

Publicado em 2 de junho de 2017 por

A tecnologia Blockchain irá encontrar uma aplicação em massa dentro do período de sete a dez anos, disse a vice-presidente do Banco Central da Federação Russa, Olga Skorobogatova. Esse comentário veio a público na sessão de painel “Blockchain – o nascimento de uma nova economia”, no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo.

Ela também reconheceu que o Banco Central está novamente considerando a possibilidade de criar uma criptomoeda nacional. Respondendo à questão do moderador da sessão, Sergei Gorkov, que perguntou se vale a pena voltar à ideia de criar a chamada Bitrablya, Olga Skorobogatova disse:

“Vamos chegar à moeda virtual, e já começamos a trabalhar nela. Na verdade, todos os reguladores chegaram à conclusão de que, é claro, a moeda virtual nacional deveria ser criada. Este é o futuro. É somente uma questão de tempo”, disse ela.

De acordo com Skorobogatova, a Rússia tem um bom traço nacional, que descreveu com um conhecido ditado local, que faz alusão à prática comum de demorar muito tempo planejando mas eventualmente se atirar em novas situações. E isso, nas suas palavras, é totalmente aplicável à situação da Blockchain.

“No nível da esfera financeira, no nível dos órgãos estaduais, passamos muito tempo discutindo, coordenando ações e alguns problemas delicados, incluindo questões jurídicas muito complexas. Mas devido ao fato de que estamos fazendo muitos projetos-piloto em conjunto com diversos participantes do mercado, veremos o resultado com bastante rapidez”, disse ela.

Ao mesmo tempo, Skorobogatova salientou que o Banco Central como regulador tomou uma decisão muito acertada:

“Se a revolução é inevitável, melhor sair na frente”, disse Skorobogatova.

Contudo, os russos, ou ao menos seu governo parecem ser uma fonte interminável de contradição. Exatamente um ano atrás, o diretor do departamento de tecnologias financeiras, projetos e processos de organização do Banco Central da Rússia, Vadim Kalukhov, disse que o regulador se recusou a criar uma criptomoeda nacional.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment