Banco da Indonésia lança FinTech de US$ 15 milhões

O maior banco privado da Indonésia entrou no espaço da Fintech com um investimento de 200 bilhões de rupias (cerca de US$ 15 milhões) em empresas da área.

Publicado em 1 de fevereiro de 2017 por

O maior banco privado da Indonésia entrou no espaço da Fintech com um investimento de 200 bilhões de rupias (cerca de US$ 15 milhões) em empresas de tecnologia financeira.

De acordo com uma declaração oficial do BCA (Bank Central Asia) apresentado na Bolsa de Valores da Indonésia (IDX), os investimentos beneficiarão diretamente o BCA e suas ofertas de serviços financeiros no país.

Publicidade

Publicidade

O credor privado está estabelecendo a Central Capital Ventura (CCV), possuindo 100% da nova empresa de capital de risco.

Conforme relatado pelo Jakarta Post, um trecho do arquivo da bolsa de valores diz:

“A CCV tem um plano para investir e colaborar com empresas FinTech e empresas financeiras que apoiarão o ecossistema de serviços financeiros do BCA e suas subsidiárias para agregar valor aos clientes.”

Publicidade

Publicidade

O BCA é o maior banco privado da Indonésia possuindo cerda de 1200 agencias em todo país, com 600 trilhões de rupias em ativos em setembro de 2016, entretanto ainda está 500 bilhões de rupias atrás da unidade de capital de risco criada pelo banco estatal Mandiri.

Trazendo novos clientes para a rede bancaria.

Os investimentos em empresas FinTech é um novo esforço dos bancos para proporcionar aos cidadãos do país um melhor atendimento de serviços financeiros. Mais da metade dos adultos da Indonésia não possuem contas em nenhum banco, e na área agrícola a situação fica ainda pior.

Com a infraestrutura atual, esse não é um problema facilmente resolvido, por isso todos contam com o uso empresas FinTech para facilitar as coisas tanto para clientes quanto para os bancos.

FinTech para melhorar a vida de todos na Indonésia

As soluções FinTech superaram a lacuna existente, usando verificações de qualidade de crédito sem falhas e tecnologias de pagamento sem papel para trazer bancos para os que não são favorecidos com esse serviço,  através de aplicativos de smartphone.

O espaço óbvio para as empresas FinTech criou um boom no setor e os grandes bancos estão procurando capitalizar com seus consideráveis recursos.

Os números da Autoridade de Serviços Financeiros da Indonésia (OJK) revelam que no primeiro trimestre do ano de 2016 o pais contava com 51 empresas FinTech. Esse numero cresceu em quase  300%, chegando a dezembro do mesmo ano com 135 empresas da área.

Baseado em 2016, o mercado prevê uma taxa de crescimento anual na casa de 19,8%. O total de transações dentro das plataformas FinTech na Indonésia deve chegar a US$ 37,15 bilhões até o ano de 2021.

Os novos regulamentos da OJK como regulador financeiro apenas estimulou o interesse no setor em expansão, com exigências relaxadas para startups da indústria, o que faz com que empresas floresçam e contribuam com o setor de Fintech em desenvolvimento no país.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment