Banco do Canadá compara Bitcoin a jogos de azar

Jason Roy, diretor da equipe de operações de opções binárias do Administrador de Valores Mobiliários (CSA), declarou que a agência está em negociações com a corporação de tecnologia do Google a respeito de uma possível proibição da publicidade relacionado ao Bitcoin e ICOs.

Publicado em 29 de Janeiro de 2018 por

O gerente do Banco do Canadá, Stephen Poloz, comparou o Bitcoin a jogos de azar, acrescentando que o instituto liderado por ele se esforçará para regular adequadamente as criptomoedas. Isso foi afirmado nesta quinta-feira, 25 de janeiro, em entrevista à CNBC.

Além disso, Stephen Poloz acredita que as criptomoedas não se enquadram na definição de ativos.

“São cripto, mas não são moedas. Não tenho muita certeza de como chamá-las. Mas definitivamente não são ativos. Talvez – tecnicamente – possam ser atribuídos a valores mobiliários. Mas coisas como o Bitcoin não possuem valor intrínseco, por isso não são ativos passíveis de análise. Na verdade, é especulação, jogos de azar, disse ele.

Ao mesmo tempo, Poloz acredita que o mercado de criptomoedas um dia desaparecerá, não apresentando fortes impactos na economia mundial.

“Aqui, você pode traçar um paralelo com o colapso tecnológico – que não demonstrou grande impacto. O fato é que ele praticamente não teve efeito sobre a economia real, porque não foi o colapso do mercado de ações, e sim apenas de um dos segmentos do mercado de ações. Tudo isso era muito especulativo, havia todos os tipos de bolhas”.

No entanto, o chefe do Banco do Canadá está convencido de que os bancos centrais precisam regular criptomoedas.

“Não tenho dúvidas sobre isso; no mínimo, deve ser feito para proteger o consumidor. Mais cedo ou mais tarde, regulamentaremos esse espaço. Também precisamos ter cuidado para não sufocar a inovação”, acrescentou Stephen Poloz.

Vale ressaltar que anteriormente, o Prêmio Nobel de Economia, Joseph Stiglitz, afirmou que o problema ao qual o Bitcoin foi criado para solucionar nunca existiu.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Publicidade

Publicidade

Leave a Comment