Banco da Inglaterra revela conceito de transações seguras

O Banco Central da Grã-Bretanha (BoE) publicou a prova oficial da correção do conceito (Proof-of-Concept), que descreve a possibilidade de fornecer aos usuários acesso a dados em uma rede absolutamente segura. Sobre este conceito, o Banco Central trabalha em conjunto com o provedor de redes de infraestrutura networks Chain.

Publicado em 12 de Abril de 2018 por

O Banco Central da Grã-Bretanha (BoE) publicou a prova oficial da correção do conceito (Proof-of-Concept), que descreve a possibilidade de fornecer aos usuários acesso a dados em uma rede absolutamente segura. Sobre este conceito, o Banco Central trabalha em conjunto com o provedor de redes de infraestrutura networks Chain.

Antes da publicação do documento, ambas as empresas – de acordo com suas próprias publicações – tentaram resolver os problemas decorrentes do desenvolvimento de um sistema de rede distribuída. De acordo com seus especialistas, esses problemas são, por exemplo, os participantes que realizam transações no sistema de blockchain remotamente, e supostamente arriscam a segurança de seus dados, mesmo que estes estejam criptografados.

De acordo com o Banco da Inglaterra, existe a necessidade de um sistema verdadeiramente distribuído, graças ao qual cada um dos participantes da rede não terá todas as informações sobre as transações que estão sendo feitas. De acordo com a instituição, somente distribuindo informações entre todos os participantes será possível obter total confidencialidade, eles acreditam.

“O uso de métodos modernos de criptografia não garante total segurança contra hackers. No entanto, existe uma maneira possível de proteger a rede contra invasores – criando uma rede parcialmente distribuída na qual os dados são divididos entre as partes diretamente envolvidos na transação”. Disse um representante do banco, acrescentando que este método alternativo pode, pelo contrário, reduzir a instabilidade de um sistema totalmente distribuído”.

O Banco Central da Inglaterra salienta que, no momento, não há solução ideal para transações totalmente seguras e confidenciais. No entanto, ele observa que há conceitos nos estágios iniciais de desenvolvimento, que presumivelmente resolvem todas as tarefas definidas.

“Todas essas soluções são comprometedoras e devem ser mais estudadas, especialmente no campo da escalabilidade, velocidade de processamento de transações e possíveis riscos com a segurança das tecnologias de criptografia usadas”, resumiram os representantes do Banco Central da Grã-Bretanha.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment