BBVA entra para lista de membros da Hyperledger Blockchain

O BBVA terá representantes na iniciativa Hyperledger, com o grupo bancário afirmando que "compartilhará código, conhecimento e experiências com comunidades de código aberto".

Publicado em 31 de março de 2017 por

O grupo bancário multinacional espanhol, o BBVA torna-se a mais recente instituição financeira a aderir ao Hyperledger Project, um conjunto de blockchains interindustriais colaborativo com princípios de código aberto liderados pela Fundação Linux.

Anunciado pelo gigante bancário esta semana, o BBVA também se torna um membro da Fundação Linux, além de se juntar às fileiras do Projeto Hyperledger.

Publicidade

Publicidade

O BBVA terá representantes na iniciativa Hyperledger, com o grupo bancário afirmando que “compartilhará código, conhecimento e experiências com comunidades de código aberto”.

O BBVA tem muito interesse na tecnologia blockchain

“Ser um parceiro da Hyperledger é um passo importante na estratégia de blockchain do BBVA”, afirmou Carlos Kuchkovsky, chefe de tecnologia para novos negócios digitais no BBVA. “Isso nos permite participar das comunidades de código aberto mais relevantes do setor e colaborar com empresas de uma ampla gama de setores”.

Com sua participação no projeto Hyperledger, o BBVA acrescenta que “consolida” a participação do banco e o interesse pela tecnologia blockchain, já pertencendo ao consórcio de bancários liderado pela R3 e à Ethereum Enterprise Alliance, lançado no mês de fevereiro.

Hyperledger como fator de padronização

Kuchkovsky acrescentou:

“Acreditamos que a Hyperledger será fundamental para garantir a padronização e interoperabilidade nas diferentes tecnologias e plataformas que farão da blockchain uma ferramenta poderosa que transformará os processos de negócios e as relações sociais”.

O BBVA tem tido um notável interesse na inovação baseada em blockchain. No final de 2015, uma competição FinTech hospedada pelo BBVA viu Safello, uma plataforma de Bitcoin, ganhando muitos aplausos. Além disso, o banco publicou um vídeo de 3 minutos explicando o Bitcoin no mesmo ano.

Mais recentemente, o banco publicou um relatório depois de pesquisar a tecnologia blockchain, listando sete desafios regulatórios enfrentados pela inovação.

Hyperledger um futuro brilhante

O projeto Hyperledger tem atraído muito interesse publico, e sua lista de associados tem crescido bastante, hoje a iniciativa já conta com 129 associados, depois da inclusão do BBVA.

Durante este ano, o projeto viu também a adesão de dois bancos centrais a suas fileiras, são eles: o Banco da Inglaterra e o Federal Reserve de Boston. Outra grande adesão ocorrida esse ano foi a da fabricante de automóveis alemã, a Daimler Chrysler que se transformou em um membro de premier do projeto no mês passado. Isso mostra o interesse das grandes empresas pela nova tecnologia e seus usos no campo financeiro.

Em contraste com outros consórcios de blockchain, um número notável de seus membros, mais de 25%, são chineses. Prestando atenção ao forte interesse na região, o Projeto Hyperledger estabeleceu o “Grupo de Trabalho Técnico da China” para ajudar a facilitar as interações entre membros globais e contribuintes na China continental, no início deste ano.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment