Binance usa Blockchain para ajudar vítimas de enchentes e deslizamentos

ote que essa Exchange não trabalha com compra direta por fiat, apenas criptomoedas. Ao utilizar a Binance, portanto, é necessário que o usuário possua uma certa quantia em criptomoedas em sua carteira (especialmente Bitcoin), considerando-se que a maioria das trocas é feita entre BTC/Altcoin.

Publicado em 27 de outubro de 2018 por

A Blockchain Charity Foundation (BCF), uma organização de caridade fundada pela Binance, lançou um portal de doação baseado em Blockchain. Como afirmaram representantes da empresa, a apresentação da nova plataforma ocorreu no âmbito do Fórum Mundial de Investimentos da ONU em Genebra.

O sistema já está aceitando doações em Bitcoin, Ethereum e Binance Coin, e em um futuro próximo, a BCF começará a aceitar fundos para apoiar as vítimas de enchentes e deslizamentos no leste de Uganda.

Apresentando o portal de caridade, Changpeng Zhao, o CEO da Binance, falou sobre o impacto da Blockchain no processo da coleta de doações.

“Conceitualmente, você pode facilmente rastrear os fluxos de fundos em todos os níveis, e podemos tornar esse processo 100% transparente. Além disso, garantimos que todas as doações chegarão aos destinatários finais, e todos os custos serão cobertos pela Binance, tanto pela empresa quanto pela fundação”, disse Zhao.

A BCF pretende usar a tecnologia de Blockchain para atingir as metas da ONU em desenvolvimento sustentável.

“A BCF usará a tecnologia de Blockchain para ajudar a ONU a atrair financiamento, incluindo para 1 bilhão de pessoas que vivem na pobreza”, salientou Helen Hai, chefe da BCF e Embaixadora de Boa Vontade da UNIDO para a Industrialização na África.

Acrescentamos que durante o evento, a Tron Foundation alocou US$3 milhões para acelerar a introdução da Blockchain no campo da caridade.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment