Bitcoin ganha 1.1 milhões de carteiras a cada trimestre

Esse aumento na demanda por Bitcoin levou a uma maior aceitação global, com 1,1 milhão de novas carteiras sendo criadas a cada trimestre.

Publicado em 19 de dezembro de 2016 por

O Bitcoin superou todas as outras moedas de reserva em 2016 por grandes margens. Um número crescente de investidores, comerciantes e empresas começaram a reconhecer o Bitcoin como moeda global, dependendo do Bitcoin para proteger sua riqueza dos regulamentos apertados e do controle excessivo do governo sobre seu dinheiro. Esse aumento na demanda por Bitcoin levou a uma maior aceitação global, com 1,1 milhão de novas carteiras sendo criadas a cada trimestre.

Até agora, o ano de 2016 foi o ano dos controles de capital, da guerra ao dinheiro, da restrição de ativos e do declínio do ouro, que a maioria dos investidores e comerciantes acreditava ser o ativo seguro global por décadas. Entre a rápida desvalorização de moedas e ativos, o Bitcoin continuamente demonstrou um forte desempenho em termos de adoção e valor de mercado, registrando um crescimento consistente de mais de 1,1 milhão de novas carteiras a cada três meses, desde o início deste ano.

Publicidade

Publicidade

O crescimento rápido do Bitcoin aumenta a adoção

A Bloomberg revelou recentemente que o BTC tem visto um crescimento consistente na base de usuários nos últimos dois anos. Em 2016, o número total de carteiras Bitcoin na blockchain.info sozinho cresceu de 5,3 milhões para 11 milhões, acrescentando 5,7 milhões de novas carteiras Bitcoin desde janeiro deste ano.

Além da blockchain.info, o mais popular provedor de serviços de carteira Bitcoin hoje, outras populares plataformas de carteiras Bitcoin também alcançaram importantes marcos, como a Coinbase que atingiu 5 milhões de usuários no ano, ate o momento.

O rápido aumento da consciência global e da adoção do Bitcoin pode ser diretamente atribuível à instabilidade do mercado e à luta econômica da maioria dos países, incluindo Índia, China, EUA, entre outros. Em particular, dois dos maiores importadores de ouro, a Índia e a China, começaram a proibir a importação de ouro e a apreender o metal precioso nas fronteiras e nos aeroportos, enquanto alguns países impuseram sérios controles de capital para reprimir o uso criminoso de dinheiro.

Publicidade

Publicidade

O fator controle de capital

Como resultado, o co-fundador e diretor financeiro da Genesis Mining, Marco Krohn, disse à Bloomberg que acredita firmemente que o preço do Bitcoin aumentará em 100% no próximo ano, já que a base de usuários da moeda digital continua crescendo e a demanda por Bitcoin permanece alta em regiões com pesados controles de capital.

“Minha expectativa pessoal é de o que Bitcoin ganhe pelo menos mais 100% de valor”, disse Krohn.

Andreas Antonopoulos, especialista em segurança e Bitcoin, também criticou a ideia de que os governos solidificassem sua postura em restringir o dinheiro, descrevendo a sociedade sem dinheiro como sociedade totalitária.

“A sociedade sem dinheiro é a sociedade totalitária. Um banco de dados central de dinheiro digital coloca todos à mercê do governo, que pode desligar qualquer pessoa”, disse Andreas em 14 de dezembro desse ano.

Se mais pessoas, investidores, empresas e comerciantes continuarem a desenvolver a consciência para o controle excessivo do governo sobre o dinheiro e ativos, a demanda por moedas descentralizadas, como o Bitcoin, aumentará ainda mais, ampliando a base de usuários globais.

Grande mídia e analistas críticos do bitcoin provaram novamente usar argumentos falsos. 

A CNBC e muitos outros meios de comunicação tradicionais criticaram o lento crescimento da base de usuários do Bitcoin em 2015, afirmando que o Bitcoin só teria 5 milhões de usuários ativos até 2019. Alguns consultores e analistas, incluindo Windsor Holden, notaram que o Bitcoin não seria capaz de suportar a concorrência dentro da indústria financeira.

“Para mim, há necessidades muito mais urgentes para os varejistas, há tantas outras opções de pagamento emergentes”, disse Holden, diretor de previsão e consultoria da Juniper.

Mais importante ainda, o estudo lançado pela Juniper chamado “The Future of Blockchain”, que recebeu a cobertura da grade mídia, não conseguiu prever o crescimento do Bitcoin, essencialmente concluindo que o Bitcoin permaneceria como um nicho de mercado.

Holden, como outros analistas, enfatizou que as redes de pagamento de gigantes da tecnologia como Apple e Samsung acabariam por superar o crescimento do Bitcoin, apelando para a população em geral.

No entanto, semelhante à maioria das principais previsões de mídia e análise de empresas de pesquisa, isso provou ser falso. O Bitcoin viu o registro de mais de 6 milhões de carteiras novas em 2016 sozinho e como a instabilidade do mercado piora em 2017, o Bitcoin poderia muito bem experimentar um crescimento explosivo.

Essa é a mídia, foi-se o tempo em que se podia acreditar nas coisas que se lia. Hoje em dia tudo gira em torno de quem paga mais, de quem faz as maiores propagandas e por ai a afora. Vamos criar uma rede de noticias fora desse caminho para que as pessoas possam ter acesso a informações reais e de qualidade.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment