Bitcoin em US$ 10 mil antes do final do ano?

Desde o início de 2017, o Bitcoin cresceu quase cinco vezes e é inferior em rendimento a apenas duas empresas cujas ações são negociadas em bolsas.

Publicado em 31 de maio de 2017 por

Em 2017, após ter conseguido se recuperar de inúmeros reveses, o Bitcoin agora desponta estável em um novo valor recorde por unidade, a bagatela de US$ 2.000 (por volta de R$ 9.000). Contudo, ainda existem aqueles que dizem que a subida não acabou e que o BTC pode chegar a valer US$ 10 mil antes do final do ano, o que daria uma soma estrondosa em torno de R$ 50.000.

De acordo com a publicação digital da CoinTelegraph, Timothy Suggs, gerente de relacionamento financeiro na Expanse, acredita que ainda pode haver um novo aumento de valor nos próximos meses. Ele disse:

Publicidade

Publicidade

“Parece que cada vez mais dinheiro de instituições está encontrando seu caminho para esse mercado. Isso ainda é acrescido do crescimento continuado dos investidores amadores, que se envolvem após ouvirem histórias de sucesso através de seus amigos e familiares que tiveram ótimos retornos”.

Outra pessoa que não acredita que essa subida para os US$ 2.000 foi a maior do ano é Alena Vranova, CEO e fundadora do SatoshiLabs. Ela disse para a publicação que a maior alta do ano ainda não foi vista, e que espera novo fôlego e onda de novas pessoas entrando no Bitcoin para acelerar ainda mais o crescimento.

Um aumento ainda maior

Depois da recuperação relâmpago após as quedas que ocorreram esse ano, o Bitcoin conseguiu que algumas das figuras mais importantes da indústria fizessem previsões surreais, que, por mais incríveis que pareçam, ainda podem se tornar realidade.

Publicidade

Publicidade

Uma dessas pessoas é Kumar Gurav, fundador e CEO da Cashaa. De acordo com ele, a queda do Bitcoin de sua alta máxima histórica, US$ 2.700, foi apenas uma flutuação negativa passageira, assim como as que ocorreram em janeiro e março. Na publicação, ele disse:

“Desde abril vimos um movimento em direção a este estágio, com a próxima subida sendo cada vez maior e mais acentuada que a anterior. Nesse caso, se o Bitcoin continuar a se recuperar como tem feito e crescer rapidamente, facilmente poderemos vê-lo atingir valores próximos de US$ 10.000 dentro de um ano”.

Contudo, como nem tudo são flores, ele ainda reitera, dizendo que caso o Bitcoin volte a um crescimento lento, o que é mais consistente com o que tem ocorrido nos últimos dois anos, ele apenas atingiria a marca de US$ 3.000 dentro desse mesmo ano mencionado.

Mas, de acordo com Gurav, em qualquer um dos dois cenários, caso a questão da escalabilidade da rede seja solucionada, mais cedo ou mais tarde, veremos o preço tocar o que seria a loucura dos US$ 10.000.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment