Bitfinex nega rumores sobre prisão de US$400 milhões em banco polonês e adiciona 12 novos tokens de padrão ERC20

Bitfinex nega rumores sobre prisão de US$400 milhões em banco polonês e adiciona 12 novos tokens de padrão ERC20

Publicado em 10 de Abril de 2018 por

Neste sábado, 7 de abril, a corretora Bitfinex anunciou o lançamento de 12 novos pares de negociação para os tokens criados com base no protocolo do Ethereum. Além disso, a plataforma de Hong Kong negou rumores de que os supostos 400 milhões de euros foram confiscados de um banco polonês pouco conhecido.

Como afirmado no comunicado da Bitfinex, traders agora podem negociar usando seguintes ativos:

  • Aion (AION)
  • IOSToken (IOST)
  • Request Network (REQ)
  • Raiden Network (RDN)
  • Loopring (LRC)
  • BnkToTheFuture Token (BFT)
  • Cofound.it (CFI)
  • Wax (WAX)
  • SingularityNET (AGI)
  • MedicalChain (MTN)
  • Odem (ODEM)
  • Dai (DAI)

Sua capitalização total é superior a US$1,1 bilhão. Neste momento, negociações com esses tokens estão disponíveis em pares com BTC, ETH e USD. Comércio de margem e os mercados P2P serão introduzidos gradualmente à medida que a liquidez necessária for acumulada.

Conforme observado no comunicado da Bitfinex, os ativos adicionados hoje foram cuidadosamente selecionados e são projetos de alta qualidade, cada um dos quais é pioneiro em uma esfera específica do ecossistema de tecnologias de Blockchain – desde protocolos de câmbios descentralizados e plataformas de pagamento até soluções para dimensionamento e Blockchain 3.0.

Quase ao mesmo tempo, a corretora foi forçada a reagir a relatos de que a polícia confiscou uma conta no banco polaco Cooperative Bank – alegadamente ligada à Bitfinex.

Inicialmente, esses relatos surgiram em fóruns poloneses, enquanto na imprensa de língua inglesa, a notícia com a nota “não confirmada” foi publicada numa edição da Trustnodes. A conta supostamente teria participado no esquema internacional de lavagem de dinheiro dos cartéis colombianos de drogas. Como relatado por um usuário, a polícia polonesa contatou-o depois que ele tentou retirar dinheiro da Bitfinex através da empresa Crypto SP Z.O.O, que por sua vez fazia uso da conta.

Representantes da Bitfinex reagiram a essas mensagens via Reddit, dizendo que essas alegações não eram verdadeiras. Além disso, a corretora prometeu fazer uma declaração separada sobre o assunto, sendo que até o momento da redação isso ainda não havia sido feito.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Publicidade

Publicidade

Leave a Comment