Bitfury lança chip para aperfeiçoamento da mineração do Bitcoin

O fornecedor de soluções de Blockchain, Bitfury Group, apresentou um conjunto de ferramentas Crystal, projetado para identificar e investigar atividades criminosas dentro da Blockchain do Bitcoin.

Publicado em 19 de setembro de 2018 por

O Bitfury Group, fornecedor de soluções de Bitcoin e Blockchain, introduziu uma nova geração de hardware para mineração de Bitcoin sob o controle do circuito integrado Bitfury Clarke ASIC.

Cinco gerações bem-sucedidas de chips de mineração da Bitfury serviram como base para o Bitfury Clarke ASIC. De acordo com os desenvolvedores, o novo chip possui as mais altas características de desempenho entre CIs para mineração de Bitcoin.

“Ao desenvolver hardware para mineração, levamos em consideração todos os fatores, desde a estrutura do chip ao desempenho, distribuição de energia ideal, sistemas de resfriamento e velocidade de processamento de dados. Os clientes receberão benefícios econômicos, independentemente do tamanho do ASIC”, afirmou Valery Vavilov, CEO da Bitfury.

O Bitfury Clarke ASIC de 14 nm é totalmente adaptado à mineração de Bitcoin em SHA256. A capacidade de hashing é de até 120 gigahash por segundo (GH/s) com gasto de energia de apenas 55 miljoules por gigahash (mJ/GH). A tensão de rede mínima necessária é de 0,3 V.

Além de vender os chips Bitfury Clarke, a Bitfury também o integrará a outros hardwares, incluindo seus próprios servidores para mineração e BlockBoxes, bem como aos centros de mineração no Canadá, Noruega, Islândia e Geórgia.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment