Bitnovo abre mais 4000 pontos de venda de Bitcoins na Espanha

A empresa espanhola Bitnovo anunciou o lançamento de 4000 novos pontos físicos para a compra de Bitcoin. As máquinas estão disponíveis em todo o país e permitem que os usuários troquem diretamente dinheiro de papel pela moeda criptográfica,

Publicado em 10 de julho de 2017 por

A empresa espanhola Bitnovo anunciou o lançamento de 4000 novos pontos físicos para a compra de Bitcoin. As máquinas estão disponíveis em todo o país e permitem que os usuários troquem diretamente dinheiro de papel pela moeda criptográfica, isso foi relatado pela revista Fork Log.

Como observado pela publicação, com a expansão da rede de máquinas Bitnovo, o número de pontos para comprar Bitcoin na Espanha cresceu 800% – até recentemente, havia cerca de 500 dispositivos em todo país.

Publicidade

Publicidade

Como pode ser visto no mapa Bitnovo, existem agora pontos de compra de Bitcoin em quase todas as principais cidades da Espanha, bem como nas Ilhas Baleares.

A empresa vem operando desde o final de 2015 e rapidamente se tornou um dos principais participantes do mercado Bitcoin da Espanha.

Em 2016, a Bitnovo também emitiu cartões de débito pré-pagos que podem ser usados ​​para retirar dinheiro de qualquer caixa eletrônico da rede Mastercard e, neste ano, os mesmos cartões de Bitcoin estão disponíveis para usuários de Visa em 130 países. Além disso, o Bitnovo planeja entrar no mercado internacional.

Publicidade

Publicidade

Em janeiro deste ano, a corretora de criptomoedas espanhola HolyTransaction Trade anunciou uma parceria com a plataforma HalCash e, graças a essa parceria, os moradores da Espanha passaram a ter a oportunidade de trocar Bitcoin por moedas fiduciárias e vice-versa em caixas eletrônicos conectados à rede HalCash.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment