Bitwala abandona barco de SegWit2x

O serviço Bitwala e a bolsa Mobi desenvolvida pela BTCC já não servirão cartões de débito emitidos para não residentes da União Européia.

Publicado em 23 de agosto de 2017 por

Representantes da plataforma de pagamento e corretora de criptografia Bitwala anunciaram sua recusa em apoiar o hard fork esperado para novembro deste ano, o SegWit2x, afirmando que na época em que assinou o chamado acordo de Nova York não sabia que o mesmo não contava com a participação dos desenvolvedores do Bitcoin Core.

Publicidade

Publicidade

O relatório observa que esta declaração foi feita depois que a empresa começou a receber cada vez mais solicitações para esclarecer sua posição.

“O acordo de Nova York baseou-se em um acordo assinado em 2016 em Hong Kong, no qual os mineiros e os desenvolvedores concordaram (ou, como parecia terem concordado em ativar o Segregated Witness, para aumentar o tamanho do bloco de 1 MB para 2 MB). Depois que este acordo falhou, os esforços de ativação do SegWit foram restringidos pelos mineiros que se recusaram a sinalizar em favor das mudanças necessárias no protocolo”, disse a Bitwala em um comunicado.

Além disso, a empresa lembra que, durante a conferência Consensus 2017 em Nova York, em maio de 2017, por iniciativa de Barry Silbert, um grupo da indústria e mineiros chegaram a um novo compromisso, o famigerado Acordo de Nova York.

Publicidade

Publicidade

“Este acordo ajudou a ultrapassar o limiar necessário para ativar o SegWit e a implementação indolor deste soft-fork. Ao mesmo tempo, alguns mineiros decidiram criar um fork do Bitcoin, conhecido como Bitcoin Cash, removendo o Segregated Witness desta cadeia e implementando mudanças que incluíram, entre outros, suporte para blocos de até 8Mb de tamanho”.

Como a Bitwala observa, agora, muitos signatários do acordo de Nova York perguntam quando o hard fork prometido acontecerá com o aumento do tamanho dos blocos para 2Mb.

“Infelizmente, apesar deste acordo incluir representantes de empresas e mineiros, nenhum dos desenvolvedores do Bitcoin Core o assinou, o que o torna completamente diferente do acordo de Hong Kong. Além disso, pode-se dizer que a maioria dos desenvolvedores do Bitcoin Core se opõem ativamente a aumentar a tamanho do bloco”.

Clarificando a sua posição, a Bitwala enfatiza que, entre o seu pessoal de desenvolvimento, o Bitcoin Core não existe e, portanto, a empresa não pode influenciar suas ações. Representantes da plataforma também dizem que, talvez, ela gostaria de aderir ao acordo que assinou, mas não sabia, no início, que não haveria desenvolvedores nesta lista.

Note-se também que, como uma empresa que se concentra no atendimento ao cliente, a Bitwala depende em parte de processamento e intercâmbio de terceiros para converter moeda criptográfica e deve criar seus produtos com base nas soluções que eles oferecem.

“Nós não planejamos afastar o que chamamos de Bitcoin, ou seja, a cadeia que o atual time de desenvolvimento do Bitcoin Core oferece. Ao mesmo tempo, incentivamos os desenvolvedores a levar em consideração os requisitos dos usuários e de todos os participantes no Acordo de Nova York e responda adequadamente a eles, mesmo que isso não signifique sua implementação. Se os desenvolvedores do Bitcoin Core chegarem à conclusão sobre a necessidade de suportar o SegWit2X, a Bitwala considerará de fato essa rede como Bitcoin. Tudo o resto é decidido pelo mercado, o que nós tentamos servir de forma tão rápida e eficiente quanto possível “, concluiu a empresa.

O serviço Bitwala de Berlim oferece suporte a mais de 20 moedas diferentes. O site Bitwala também indica que os clientes do serviço são usuários de 200 países.

Mais cedo, o principal serviço de processamento BitPay emitiu uma declaração em que fez recomendações sobre a necessidade de atualizar o software dos nós antes da próxima semana, momento em que ocorrerá a ativação do protocolo Segregado Witness (SegWit). No entanto, no que foi imediatamente notado pela comunidade, a empresa insiste em ativar o cliente BTC1, ou seja, o código subjacente à oferta SegWit2x e, de fato, propõe abandonar o cliente do Bitcoin Core.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment