Blockchain mudará a economia, diz estudo Data61

Você provavelmente já tem uma opinião sobre a blockchain, que fica em algum lugar na escala entre "a maior coisa que eu vi na minha vida" para "uma grande febre".

Publicado em 8 de junho de 2017 por

Você provavelmente já tem uma opinião sobre a blockchain, que fica em algum lugar na escala entre “a maior coisa que eu vi na minha vida” para “uma grande febre”. No entanto, as descobertas em torno da tecnologia do livro-razão distribuído –blockchain- são muito mais fáceis de encontrar do que exemplos em seu emprego.

Houve uma série de provas, testes de conceitos:
  • Em março, uma iniciativa Blockchain administrada pelo Alibaba Group sobre a providência de alimentos na China;
  • Em maio, o revendedor de eletricidade AGL revelou planos para testar o comércio de energia peer-to-peer por famílias que usam a tecnologia de razão contábil distribuída;
  • Em janeiro, o Commonwealth Bank of Australia e a Queensland Treasury Corporation criaram o que eles alegaram ser o primeiro título de criptografia do governo, mas a adoção generalizada parece estar longe.

Será que está longe mesmo?

“O ritmo de mudança que estamos experimentando como nação é exponencial e não podemos nos dar ao luxo de sermos seguidores na adoção de tecnologias emergentes como a Blockchain”, disse o presidente-executivo da Data61, Adrian Turner, ontem.

Publicidade

Publicidade

Para ajudar os líderes empresariais a entender a tecnologia e perceber seus benefícios, a Data61 – formada por uma fusão do grupo de produtividade digital do CSIRO e da NICTA – lançou ontem uma revisão abrangente da tecnologia de Blockchain e de contrato inteligente.

Ao longo dos últimos nove meses, a Data61 esteve envolvida com especialistas de toda a indústria e do governo para determinar as implicações regulatórias, financeiras e técnicas da adoção de tecnologias baseadas em blockchain.

Composto por dois relatórios, o estudo apresenta alguns casos de uso que podem ser alcançados hoje, bem como uma série de cenários em torno do futuro da tecnologia.

Publicidade

Publicidade

Falando no lançamento da imprensa ontem na sede da Data61 em Redfern, Turner disse que o trabalho cortou o hype com “rigor científico” e objetividade.

“Quero advertir que, apesar do enorme potencial aqui, ainda existem problemas e obstáculos a superar”, explicou. “E é nosso trabalho olhar para todos os lados dessa questão. Não só as oportunidades, mas também sermos objetivos sobre as limitações. Não é uma tecnologia totalmente madura. Há limitações, mas acreditamos que ela veio para ficar”.

Os casos de uso apresentados no estudo são:
  • Para fins de cadeia de suprimentos para melhorar a visibilidade e rastrear a proveniência;
  • Criar um registro de dados abertos do governo para melhorar o acesso e facilitar a interoperabilidade com os registros de dados comerciais;
  • Em pagamentos, para melhorar a eficiência nos pagamentos de remessas internacionais.

Os riscos técnicos, possíveis arquiteturas de software, projetos de sistemas e suas limitações também são cobertos, e os mitos populares em torno da tecnologia são colocados em stand by.

O estudo destaca que, até agora, não há um caminho claro para a adoção generalizada, e pesquisas adicionais são necessárias para provar que os sistemas de blockchains são confiáveis, funcionam conforme pretendido e são capazes de operar ao lado de sistemas mais antigos.

No entanto, os autores do estudo sentem que estamos no topo de algo grande em torno da blockchain. Líder de grupo de Software Systems da Data61, Mark Staples disse: “Agora me parece que a Blockchain vive o que a internet viveu no final dos anos 90”.

“Todos devemos responder a pergunta, seja no governo ou no setor privado, sobre como podemos usar os desenvolvimentos da blockchain em toda a nossa economia”, disse ele.

Todos os holofotes voltados para ela

A Austrália está se configurando como líder mundial na tecnologia Blockchain. O órgão independente Standards Australia dirige um comitê técnico internacional no desenvolvimento de padrões ISO para blockchain.

“Esta emocionante iniciativa colocará a Austrália no centro da inovação global”, afirmou o Dr. Bronwyn Evans, na época.

Em maio, uma delegação de 26 membros da Austrade, Data61 e New South Wales e os governos estaduais de Victoria, representaram a Austrália em Nova York.

No início deste ano, a Australian Securities and Investments Commission (ASIC) divulgou orientação para ajudar as empresas australianas que estão considerando a tecnologia.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment