Blockswater apresentou queixa formal contra as declarações de Jamie Dimon sobre o Bitcoin

O Parceiro Gerente do Blockswater Florian Schweitzer, com sede em Londres, enviou uma queixa formal à Autoridade Sueca de Supervisão Financeira contra o banco de investimentos norte-americano JP Morgan Chase.

Publicado em 25 de setembro de 2017 por

O Parceiro Gerente do Blockswater Florian Schweitzer, com sede em Londres, enviou uma queixa formal à Autoridade Sueca de Supervisão Financeira contra o banco de investimentos norte-americano JP Morgan Chase. O motivo da queixa foram os comentários do chefe do banco, Jamie Daymon sobre o Bitcoin. Isso foi publicado na revista Fork Log.

De acordo com Schweizer, depois que as criticas sobre o Bitcoin foram proferidas pelo diretor executivo do JP Morgan, Jamie Dimon, a taxa da primeira moeda criptográfica caiu em 24%. Simultaneamente, a divisão de investimento da JP Morgan Securities Ltd. tornou-se um dos maiores compradores de notas de Bitcoin ETN na Nasdaq da Bolsa de Valores de Estocolmo.

Publicidade

Publicidade

Na Suécia, esse abuso das regras de negócios no mercado é punível com pena de prisão por até dois anos.

Por sua vez, os representantes do JP Morgan Chase explicaram que o banco não usou seu próprio capital para comprar, mas apenas enviou ordens para a bolsa de valores. Na verdade, era uma questão de corretagem e lucro sob a forma de comissões de transações.

“Esta não é uma aplicação da JP Morgan. Os clientes adquirem diretamente produtos de terceiros através de nós”, disse um dos funcionários do banco de investimento.

Vale ressaltar que Jamie Dimon continuou seus ataques verbais contra a Primeira moeda criptográfica, afirmando na sexta-feira, dia 22 de setembro, em entrevista à CNBC, que as estruturas estatais não permitirão seu crescimento descontrolado.

“Neste momento, tudo relacionado à moeda criptográfica é uma novidade. As pessoas consideram isso como algo bom. Mas, quanto mais crescem, mais estados os encerrarão”, disse Dimon.

O chefe da JP Morgan também está preocupado com o fato das criptomoedas e várias ICOs terem capturado literalmente o mundo inteiro.

“É uma tentativa de criar algo a partir do nada. Para mim, isso não tem valor. E tudo isso acabará mal”, ressaltou ele.

Dimon está convencido de que o governo não só lutará contra as moedas digitais, mas também aprisionará aqueles que as negociam, o que acabará por transformar a indústria em um mercado negro.

Note que este não é o primeiro ataque recente contra as criptomoedas vindo de pessoas chave do mundo das finanças tradicionais. No início desta semana, a crítica ao Bitcoin também foi feita pelo chefe do maior fundo de hedge do mundo, o Bridgewater Associates, Ray Dalio. Segundo ele, o Bitcoin é uma “bolha” incondicional, e as especulações em torno da moeda criptográfica são apenas prejudiciais, embora na teoria ela possa se tornar um meio de pagamento completo.

Como dizem: Os cães ladram e a caravana passa….

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment