Novidade para os profissionais participantes do mercado financeiro Bloomberg Terminal: foi adicionado o índice HB10, da Huobi.

Apesar do fato de neste ano o Bitcoin já ter passado por seu ponto mais baixo, no ano que vem, a primeira criptomoeda pode cair para níveis ainda mais baixos. Esta opinião foi expressa pelo analista Mike McGlon, da Bloomberg Intelligence.

O preço do Bitcoin está crescendo já no quinto pregão consecutivo, e hoje cedo por um curto período de tempo, subiu de preço para mais de US$4 mil. O crescimento do Bitcoin por vários dias já foi observado este ano: a última vez que isso aconteceu foi em setembro, mas o que se seguiu foi mais uma queda.

De acordo com a publicação, no entanto, agora a situação pode ser diferente e pelo menos em 2018, o fundo já ficou para trás. Mike McGlone concorda com essa suposição.

“Todos os principais indicadores mostram que o mercado está sobrevendido, talvez mais do que em qualquer período da história do Bitcoin”, disse ele.

McGlone prevê que em 2019, o BTC cairá para níveis ainda mais baixos.

Seja como for, nesta fase, que é exatamente um ano após o Bitcoin ter atingido seus máximos em dezembro de 2017, o sentimento relativamente positivo prevalece nos mercados.