Bolsa de Valores de Moscou começou a desenvolver infraestrutura para criptomoedas

A Bolsa de Valores de Moscou começou a desenvolver infraestrutura para negociação de criptografia. Ao mesmo tempo, na plataforma futura, as negociações serão conduzidas não apenas com criptomoedas, mas também com derivativos e ações de fundos de criptografia negociados em bolsa (ETF), segundo relatórios da RNS.

Publicado em 29 de agosto de 2017 por

A Bolsa de Valores de Moscou começou a desenvolver infraestrutura para negociação de criptografia. Ao mesmo tempo, na plataforma futura, as negociações serão conduzidas não apenas com criptomoedas, mas também com derivativos e ações de fundos de criptografia negociados em bolsa (ETF), segundo relatórios da RNS.

“A Bolsa de Valores de Moscou, juntamente com licitantes, estuda o interesse dos investidores na negociação de ativos digitais. Ao mesmo tempo, já estamos trabalhando na criação de uma infraestrutura para esses negócios, em particular a plataforma para manutenção pós-trending de ativos criptográficos. Paralelamente, estamos envolvidos no diálogo com os reguladores para esclarecer todas as questões legais relacionadas à organização da negociação desses ativos no mercado cambial da Rússia para proteger os interesses dos compradores de tais ativos”, disse um representante da Bolsa de Valores de Moscou em uma afirmação.

Publicidade

Publicidade

Quanto à negociação de derivativos em criptografias e ETF, a bolsa de valores de Moscou observou que esses tipos de negócios são mais fáceis de implementar do ponto de vista técnico e regulamentar.

Na segunda-feira, 28 de agosto, o ministro das Finanças, Alexei Moiseev disse que o Ministério das Finanças, em conjunto com o Banco Central, pretende limitar a distribuição de criptomoedas entre “pessoas comuns”. Segundo ele, apenas os investidores qualificados poderão lidar com a compra e venda de ativos digitais no mercado russo e a bolsa de valores de Moscou deve se tornar o mediador comercial.

A chefe do grupo de trabalho sobre a avaliação de risco do volume de negócios de criptomoedas, Elina Sidorenko afirmou que tal movimento do Ministério das Finanças não atende as realidades atuais.

Publicidade

Publicidade

O fundador do messenger Telegram, Pavel Durov também criticou a iniciativa do Ministério das Finanças dizendo que, em vez de seguir o exemplo do Japão e de outros países ocidentais que legalizaram os Bitcoins, o governo russo pretende limitar seu volume de negócios.

No contexto da notícia de que a Bolsa de Valores de Moscou já começou a desenvolver infraestrutura para negociação com criptografias, o comentário do advogado Oleg Sukhov parece curioso: de acordo com ele, proibindo a compra de criptografia para pessoas físicas, o Ministério das Finanças pode promover certas estruturas que se beneficiariam desse tipo de negociação, por exemplo, grandes corretores.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment