BTC-e publicara plano de ação para reembolsar dívidas aos clientes

Representantes da corretora de criptomoedas BTC-e publicaram um plano de ação, segundo o qual as dívidas serão pagas aos clientes.

Publicado em 9 de agosto de 2017 por

Representantes da corretora de criptomoedas BTC-e publicaram um plano de ação, segundo o qual as dívidas serão pagas aos clientes.

Publicidade

Publicidade

Como eles dizem em uma entrada recente no Bitcointalk, a saída da situação atual, em que o dinheiro do mundo real está preso, é a seguinte:

1. Durante os últimos 14 dias, estivemos lutando por seus fundos e conseguimos obter controle sobre 55% deles (dependendo do curso em questão), os 45% restantes estão compreendidos entre fundos apreendidos, moedas fiduciárias em sua maioria. Conforme a as contas sejam liberadas, o montante apreendido irá reduzir.

2. Nossa proposta para sairmos da situação atual é a seguinte:

2.1. Trabalhar sob a marca BTC-e não é mais possível, devido a problemas não solucionados com o Escritório de Crimes Financeiros do Tesouro Americano.

2.2. No momento, estamos negociando com um grupo de investidores (uma empresa de investimento), sobre a compra e lançamento imediato de nossos serviços, pagando também os débitos aos nossos clientes. Além disso, o processo de repagamento das obrigações de débito ainda serão descritos em maiores detalhes.

2.3. Depois disso, assim que transferirmos todas as planilhas de saldos da empresa de investimento, os saldos serão recalculados.

2.4. O processo de realocação dos fundos, levará em conta o disponível de 55% dos fundos:

2.4.1. Todos os valores em moeda fiduciária (USD, EUR, RUR) serão transferidos para tokens BTE (1 BTE vale 1 USD) na taxa de câmbio da data de conversão. Provavelmente, para um método mais operativo de fechar as notas promissoras, teremos uma ICO com os tokens BTE.

2.4.2. Se você tiver um saldo em criptomoedas, então terá 45% desse saldo removido e será creditada a mesma quantia de BTE, sendo utilizada a taxa de câmbio do dia da conversão.

2.4.3. Se você tiver um saldo em BTE, então será creditado com 45% de criptomoedas (a quantia será dividida igualmente em 7 criptos: BTC, LTC, NMC, NVC, PPC, ETH, DSH) e serão removidos os 45% em BTE.

2.4.4. Feitos os recálculos, todos os usuários terão a oportunidade de retirar 55% de seus fundos do sistema.

2.5. A empresa de investimento trabalha em conformidade com os protocolos KYC, AML e as licenças requeridas para esse tipo de atividade, então os usuários terão de ser verificados.

2.6. A data prevista provisoriamente fica para o final de Agosto.

3. Todas as obrigações de dívida serão pagas principalmente com os resultados operacionais provenientes da comissão da empresa de investimentos, bem como pelos fundos que atualmente estão apreendidos, os quais lutaremos para reavê-los.
O fechamento das obrigações de dívida será baseado no princípio da compra de tokens BTE do mercado”.

Além disso, os representantes da corretora prometeram que no futuro informarão sobre o procedimento para acessar informações sobre os saldos das contas de usuários, bem como quando será possível fazer as retiradas dos fundos.
Finalmente, os representantes da BTC-e asseguraram que todos os meios do fundo de reserva da plataforma de negociação serão direcionados para cumprir as obrigações com os clientes:

“Nós da equipe da BTC-e informamos oficialmente que todos os fundos que estavam no fundo de reserva (incluindo todos os nossos rendimentos) foram transferidos para pagar as dívidas que foram geradas”.

Há alguns dias, representantes da corretora de criptomoedas BTC-e anunciaram a apreensão de suas contas em moeda fiduciária.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment