A capital ONE, uma grande provedora de cartões de crédito nos EUA, anuncia parceria de investimentos em blockchains, visando um melhor atendimento ao cliente

A Capital One anunciou uma série de novas parcerias, hoje destinadas a reiniciar a sua plataforma de serviços de contabilidade. Embora detalhes sobre o seu trabalho com Gem sejam poucos, a empresa descreveu o projeto como sendo voltado à criação de novas soluções usando blockchain dentro de “uma rede de gerenciamento do ciclo de receitas escaláveis”.

Capital One ajustou seu trabalho a Gem e outros como um meio de “reinventar” seu trabalho com serviços de contabilidade.

EVP, Patrick Moore disse em um comunicado:

“Na Capital One vemos os novos modelos de rede e recursos de análise de dados como uma excelente oportunidade para reinventar a gestão de contabilidade, para melhor atender as necessidades dos clientes, não só aumentando a eficiência de pagamento, mas também gerando informações úteis sobre os seus negócios.”

O anúncio representa o primeiro projeto confirmado publicamente de blockchain para Capital One, uma grande provedora de cartões de crédito nos EUA. No início deste ano, a empresa participou de uma rodada de captação de US $ 30 milhões para a cadeia de inicialização de blockchain. Em agosto, a Capital One contratou os ex-assessores Wilmer Hale e Elias Alper para trabalhar em projetos FINTECH, uma área de foco que também inclui aplicações blockchain.

Em uma entrevista, no mês passado, o CIO da Capital One, Rob Harding disse que a empresa ainda estava em um processo de pesagem, “analisando as maiores tendências do mercado” relacionados com a tecnologia, mas indicou que blockchain poderia, em última análise, afetar o modo como a empresa de serviços financeiros faz negócios.

“Eu acho que a nova tecnologia vai fornecer caminhos mais fáceis de negociação, ela poderia ajudar a unificar uma seria de transações de clientes, que hoje são dispendiosas devido ao fato de terem de feitas em separado, isso é algo que eu tenho investigado pessoalmente como um projeto paralelo”.