Cedex – elevando o Status Quo no mercado de diamantes

Cedex é a primeira Exchange de diamantes baseada em Blockchain do mundo. A ambiciosa visão da companhia é de juntar proprietários de diamantes que desejem liquidar seus patrimônios e traders que desejem diversificar seu portfólio.

Publicado em 31 de Janeiro de 2018 por

Cedex é a primeira Exchange de diamantes baseada em Blockchain do mundo. A ambiciosa visão da companhia é de juntar proprietários de diamantes que desejem liquidar seus patrimônios e traders que desejem diversificar seu portfólio.

O portfólio típico de uma pessoa inclui uma diversa seleção de ações, títulos e commodities. Os tipos e proporções desses veículos de investimento devem ser baseados em objetivos pessoais e tolerância a riscos, contudo, geralmente faz sentido incluir pelo menos algum dos três citados para reduzir o risco geral.

Commodities como tão preciosos metais e diamantes têm sido consideradas os mais estáveis armazéns de valor, o que faz delas uma opção altamente desejável no que se refere à proteção contra inflação e o mercado de ações. Ouro e outros metais preciosos possuem mercados globais robustos que os disponibilizam a investidores gerais que desejem tirar alguma vantagem dessa estabilidade. Diamantes, por outro lado, não são um ativo negociável a qualquer um que não seja profissional com significativo conhecimento da indústria. Isso se deve ao fato de os diamantes serem – historicamente – os mais estáveis ativos da categoria.

Na década passada, muitas firmas tentaram construir um mercado robusto para os diamantes em que investidores em geral pudessem participar. Até agora, nenhuma dessas tentativas chegou longe. A CEDEX é uma companhia com uma abordagem inovadora para a resolução de problemas inerentes à indústria dos diamantes, e possui uma equipe qualificada capaz de tornar essa solução um sucesso. Falaremos mais sobre a CEDEX em momentos, mas primeiro, vale à pena conhecer um pouco mais sobre outro ativo com um mercado extremamente jovem: as criptomoedas.

A primeira criptomoeda, o Bitcoin, foi criado em 2009. Pelos primeiros dois anos, eram principalmente cientistas computacionais e geeks que sabiam sobre ela. Atualmente, quase uma década depois, a criptomoeda alcançou o conhecimento da massa. Com o mercado do Bitcoin excedendo US$300 bilhões em algum ponto em dezembro, a percepção geral por parte das pessoas tem se espalhado mais e mais rapidamente.

Muitos indivíduos tentam atribuir às criptomoedas a imagem de uma moda de curta duração que eventualmente desaparecerá e deixará pouco vestígio. Contudo, existe um crescente número de investidores tradicionais que têm se esforçado para entender as criptomoedas e que acreditam que existe uma boa chance de que elas durem. Um desses investidores, John Pfeffer, escreveu um convincente documento no qual explicou suas razões para colocar uma pequena porcentagem de seu portfólio em Bitcoin como um investimento de longo termo.

Ainda, a maioria dos investidores permanece exausta – e com razão. A volatilidade do mercado de criptomoedas ultrapassa outros principais ativos, tornando-o um investimento de alto risco. Ao mesmo tempo, as moedas digitais estão na vanguarda da inovação, especialmente na indústria financeira. E é sua comumente adjacente tecnologia – a Blockchain – que permitirá à CEDEX transformar diamantes em ativos publicamente negociáveis. É muito irônico, portanto, que criptomoedas possam, simultaneamente, ser o ativo público negociável mais volátil e permitir investimentos no mais estável ativo, o diamante.

O potencial impacto da Blockchain no mercado de diamantes se deve a dois fatores – liquidez e transparência. A segunda peça da solução CEDEX, a DEX, se dirige a um terceiro problema: falta de padronização.

A diferença chave entre diamantes e metais preciosos é que os segundos são fungíveis, enquanto os primeiros são todos únicos. Uma grama de ouro é igual a qualquer outra, mas qualquer punhado de diamantes de 1 quilate é valorizada de forma diferente baseado em numerosos fatores além de seu peso. Em ordem de tornar diamantes negociáveis, uma padronização de preço é necessária. DEX é um algoritmo de aprendizado de máquinas desenhado para avaliar – de forma coerente e transparente – os diamantes. Com uma precisão de preços de 99,5%, o DEX é capaz de estabelecer um nível muito mais alto de padronização para diamantes que qualquer outro possível antes.

Uma vez que os diamantes tenham sido avaliados pelo DEX, eles podem ser negociados na Exchange da CEDEX baseada em Blockchain. Construir uma corretora em uma Blockchain permite que compradores e vendedores transacionem diretamente entre si ao invés de recorrer a um intermediário. Isso é muito importante, pois os serviços de intermediários na indústria dos diamantes são muito caros. De fato, uma pessoa comum que deseje revender seus diamantes pode perder cerca de 30 a 50% de seu valor. Ao permitir transações Peer-to-Peer, a Exchange CEDEX criará um mercado de duas faces com muito mais liquidez que as existentes corretoras de diamantes.

Tudo isso será feito de forma transparente na Blockchain através de Contratos Inteligentes. Esses últimos são contratos escritos com códigos de computador que representam a propriedade do diamante, os compostos da gema e informações históricas de negociação. Os Contratos Inteligentes possuem uma criptomoeda nativa, o CEDEX Coin, que será utilizado para a execução de todas as transações na Exchange CEDEX.

Quando um prospectivo comprador decidir comprar um diamante, ele entrará em um Contrato Inteligente – que mitiga o risco para ambas as partes – com o vendedor desse diamante. O segundo retém os direitos de propriedade do mineral até que o primeiro tenha pago a quantidade apropriada de CEDEX Coins ao Contrato Inteligente. A esse ponto, o Contrato automaticamente transfere a propriedade do diamante ao comprador e dos CEDEX Coins ao vendedor. Nenhuma das partes precisa confiar na outra para que a venda ocorra – isso é uma das verdadeiramente revolucionárias características das criptomoedas.

O CEDEX Coin representa uma oportunidade realmente única no espaço das moedas digitais. Em um mercado com extrema volatilidade, é um token exclusivo cujo valor está vinculado a outro bem muito mais estável em diamantes.

A primeira chance para os investidores comprarem CEDEX Coins virá com a pré-venda de tokens em 16 de março. Para se registrar na pré-venda ou aprender mais sobre a CEDEX e sua inovadora tecnologia, basta checar o website da companhia. Também é possível se envolver com a equipe CEDEX e comunidade no Telegram, assim como ao seguir o projeto no Facebook e Twitter.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment