O fundador e CEO da Binance, Changpeng Zhao, negou as acusações da empresa de capital de risco da Califórnia, Sequoia Capital, que diz respeito a uma suposta violação do acordo sobre a concessão de direitos exclusivos de investimento.

O fundador e CEO da Binance, Changpeng Zhao, negou as acusações da empresa de capital de risco da Califórnia, Sequoia Capital, que diz respeito a uma suposta violação do acordo sobre a concessão de direitos exclusivos de investimento.

Ele também se recusou a comentar os detalhes da arbitragem porque o processo é confidencial.

Além disso, o Supremo Tribunal de Hong Kong determinou que a proibição para a corretora de negociar com outros investidores potenciais foi recebida de forma inadequada e com elementos de abuso por parte da Sequoia Capital.

Assim, a proibição, introduzida em dezembro de 2017, foi levantada durante a sessão de abril do tribunal, e a Sequoia foi condenada a pagar custos judiciais de Changpeng Zhao.

Vale lembrar que a Sequoia Capital está convencida de que o chefe da Binance violou o acordo sobre a concessão de direitos exclusivos, segundo o qual a empresa de risco pretendia investir US$80 milhões na corretora, estabelecendo um controle de 11% da participação nos negócios da plataforma.