CFTC – Órgão regulador pede explicações à Coinbase e GDAX

Os reguladores exigiram uma resposta da Coinbase sobre o colapso do preço do Ethereum na bolsa GDAX em junho de 2017.

Publicado em 3 de outubro de 2017 por

Os reguladores exigiram uma resposta da Coinbase sobre o colapso do preço do Ethereum na bolsa GDAX em junho de 2017.

A empresa californiana Coinbase tornou-se objeto de atenção da US Futures Trading Commission (CFTC) em conexão com o incidente que ocorreu em junho deste ano, quando o preço do ETH entrou em colapso causando prejuízos a alguns usuários. Isso foi relatado pela Bloomberg que teve duas fontes como referência.

Publicidade

Publicidade

Em particular, a Comissão solicitou informações sobre o papel da negociação marginal no evento, que foi introduzido à GDAX em março para atrair investidores institucionais. Além disso, a Coinbase recebeu uma lista adicional de problemas que também devem ser explicados.

Após o incidente de junho, a negociação marginal na corretora de valores foi interrompida e a Coinbase prometeu a todos os clientes que perderam dinheiro que ressarciria todos os danos com fundos próprios.

“Como uma instituição financeira regulamentada, a Coinbase conduz seus negócios de acordo com a lei e coopera totalmente com os órgãos reguladores. Após os acontecimentos ocorridos na corretora GDAX em junho de 2017, nós, por nossa própria iniciativa, recorremos a uma série de reguladores, incluindo a CFTC. Também decidimos reembolsar todos os clientes afetados por esta situação”, disse em um comunicado. A empresa enviou e-mail a todos os clientes afirmando que cobriria os danos sofrido por eles.

Ao mesmo tempo, sabe-se que não existe nenhuma investigação oficial sobre o ocorrido. Representantes da CFTC recusaram-se a comentar.

Como observa a agência, formalmente, as atividades das empresas não são reguladas pela CFTC até que elas comecem a oferecer empréstimos aos clientes. De acordo com informações no site da Coinbase, a empresa possui licenças dos departamentos financeiros para operar em vários estados e em Porto Rico.

Lembre-se de que tudo começou quando o ETH – negociado anteriormente a um preço de cerca de US$ 360 – caiu na GDAX para dez centavos, fato ocorrido no dia 21 de junho de 2017 em meio a um mau funcionamento maciço da rede Ethereum. Em seguida, uma série de corretoras anunciou a paralisação do comércio de ETH. A volta das retiradas só foi liberada depois de um dia.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment