A correção do Bitcoin em 2018 não repetirá cenário de quatro anos atrás devido a significativas mudanças na estrutura do mercado. Esta suposição foi feita pelo analista e investidor de criptomoedas Willie Wu

Changpeng Zhao, CEO da Binance, está otimista em relação às futuras perspectivas do mercado de criptomoedas, apesar de uma profunda correção em 2018.

Em conversa com a Bloomberg, Zhao chamou 2018 de “o ano da correção”. Segundo ele, apesar do domínio dos especuladores que são atraídos pela volatilidade dos preços, a indústria vai crescer – isso será facilitado pelos esforços de desenvolvedores que criam aplicativos para “casos reais de usuários” dos quais depende a adoção maciça de criptomoedas.

Quando perguntado se a manifestação corretiva havia violado os planos futuros de Binance, Zhao respondeu que a empresa havia lançado uma bolsa de valores com apoio a moedas fiduciárias e planeja abrir mais dois ou três desses contratos no próximo mês. No total, no próximo ano, a corretora pretende lançar mais de uma dúzia de plataformas de negociação com suporte para ativos fiat.

“Nenhum dos nossos planos mudou. Nós ainda estamos avançando agressivamente”, destacou o chefe da Binance.

Em relação à regulamentação das moedas digitais, Zhao observou que a indústria está “precisando de clareza”, e que esse problema é agudo em vários países do mundo. Ele também salientou que a regulamentação deve estimular a inovação, não impedi-la.