Civil: será que dá para lutar contra as falsas notícias?

A nova startup Civil visa reprimir notícias falsas e inovar o processo jornalístico com a criação de uma plataforma descentralizada baseada em Ethereum para cidadãos e jornalistas.

Publicado em 26 de junho de 2017 por

A nova startup Civil visa reprimir notícias falsas e inovar o processo jornalístico com a criação de uma plataforma descentralizada baseada em Ethereum para cidadãos e jornalistas.

Atualmente

Não é segredo, é claro, que muitas organizações de notícias estão lutando para encontrar modelos de negócios sustentáveis, financiar relatórios ambiciosos e criar confiança com o público.

Publicidade

Publicidade

E, enquanto muitas startups ao longo dos anos tentaram lidar com essas questões, uma nova plataforma disse na quarta-feira que estava buscando abordar esses desafios com um novo tipo de tecnologia: a blockchain.

A solução proposta por eles se denomina Civil, uma plataforma descentralizada baseada em Ethereum que pode ser usada para criar “salas de redação” e “estações” – mercados baseados em blockchain onde cidadãos e jornalistas formam comunidades em torno de um propósito compartilhado, apoiam financeiramente relatórios factuais e o trabalho de investigação, podendo assim limitar substancialmente a desinformação através de métodos efetivos de edição colaborativa. O resultado líquido é um mercado global autossustentável para jornalismo que está livre de anúncios, notícias falsas e influência externa.

A Plataforma Civil

A plataforma Civil usará um modelo de mercado onde jornalistas e usuários podem efetivamente compartilhar o mesmo conteúdo e interesses.

Publicidade

Publicidade

Notícias e estações permitirão que usuários e jornalistas colaborem em comunidades onde os mesmos interesses são compartilhados. Essas comunidades também permitirão que os usuários apoiem financeiramente seus jornalistas favoritos e organizações de notícias.

Distribuição dos Tokens CVL

A equipe civil tem como objetivo alcançar certos pontos antes de lançar a distribuição de token CVL oficial.

Alguns desses pontos são:

10.000 membros da comunidade em todo o correio eletrônico e Slack, 100 jornalistas da First Fleet comprometidos com 12-24 salas de redação inaugural e completar um protótipo que todos possam usar.

Enquanto isso, a Civil está contratando ativamente novos desenvolvedores de Ethereum e designers de produtos para ajudar a construir a plataforma Civil.

Opinião

Ok, eu li a proposta e fiz meu papel de informar. Mas, queria saber como essa plataforma vai combater as noticias falsas. Pois fica a dúvida, como uma plataforma centralizada pode acabar com noticias falsas? Acho que, antes, essas pessoas deveriam explicar o que entendem por noticias falsas. Governos e instituições todos os dias lançam noticias que se não são falsas por completo, mas acabam omitindo grande parte da verdade. E, em que uma plataforma centralizada poderia mudar isso?

Como uma plataforma que controla quem entra e quem sai por meios financeiros poderia melhorar a qualidade das informações que são passadas para o púbico em geral? Será que eles pensam que isso realmente ajuda quem escreve a verdade? Na, verdade isso parece mais uma forma de tentar tomar o controle novamente sobre as comunicações que foi perdida no advento da internet.

Estou aqui pensando como um grupo de pessoas que chegam á um consenso sobre uma reportagem podem estar efetivamente vendo a verdade. Só porque todos os envolvidos concordam, não quer dizer em absoluto que ela seja de fato verdade. Isso parece mais um reforço da teoria de em quando muitos disserem a mesma coisa, ela se torna verdade, e as coisas não são bem assim.

Publicidade

Publicidade

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment