CNBC: fundos ainda não estão prontos para investir em Bitcoins

Apesar dos recentes relatórios sobre preços do Bitcoin permitirem-nos ignorar a rentabilidade dos instrumentos financeiros tradicionais -como os índices S&P 500 e NASDAQ-, muitos fundos de investimento ainda lidam de forma cautelosa com as criptomoedas.

Publicado em 30 de maio de 2017 por

Apesar dos recentes relatórios sobre preços do Bitcoin permitirem-nos ignorar a rentabilidade dos instrumentos financeiros tradicionais -como os índices S&P 500 e NASDAQ-, muitos fundos de investimento ainda lidam de forma cautelosa com as criptomoedas. Isso foi relatado pela CNBC.

Na semana passada, o preço do Bitcoin aumentou, atingindo um novo recorde de US$ 2.700, e do ponto de vista da sua rentabilidade, desde o início do ano, a moeda criptografia estava bem à frente dos principais índices de ações. Se considerarmos 1.º de janeiro como ponto de partida, o Bitcoin cresceu cerca de 180%, enquanto o índice o S&P 500 e o NASDAQ foram muito mais modestos: 7,9% e 15%, respectivamente.

No entanto, apesar desses números, nem todos os fundos de investimentos estão prontos para investir na moeda criptográfica.

“Para ser honesto, não sei muito bem o que é”, citou um gerente de investimento com 16 anos de experiência que queria permanecer anônimo, porque ele não quer publicamente contar sua estratégia de investimento.

Outros gestores de fundos de investimento foram mais abertos, mas também reconheceram que, enquanto eles preferem não se envolver com o Bitcoin, apontando, entre outras razões, orientações políticas limitadas, volatilidade, problemas de segurança e a percepção geral quanto ao Bitcoin.

“O Bitcoin de alta volatilidade não se adequa aos gerentes que trabalham com base na lucratividade, ajustados ao risco. Além disso, existe o temor de que os ativos digitais possam ser roubados. Finalmente, há também a percepção de varejo, como um investimento do nicho de varejo o Bitcoin não possui qualidade suficiente para ser levado a sério por muitas instituições autorizadas”, disse o fundador da LNG Capital, Louis Gargour.

Publicidade

Ele também diz que, no caminho para uma implementação mais ampla, também é necessário dar aos investidores certas garantias de que seus fundos foram investidos em ativos tangíveis, como ouro ou bolsas de valores. No entanto, ele também acredita que a situação pode mudar se os grandes bancos começarem a usar a moeda criptográfica como uma opção de pagamento.

“Para um interesse institucional real, os bancos precisam aceitá-las como método de pagamento”, acrescentou Louis Gargour.

Contudo, essas opiniões estão meio em oposição ao informado pelo Google Trends, que, em janeiro, informou que o Bitcoin tem chamado a atenção do mundo dos fundos de investimentos.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Leave a Comment