Cofundador da Bitcoin Foundation: criptomoedas não são uma bolha, mas uma agulha

O Co-fundador e CEO da Bitcoin Foundation, John Matonis, tem certeza de que os medos associados à "bolha" de criptomoedas, são irracionais. Pelo contrário, são os mercados de ações tradicionais que são sempre artificialmente "inflados" pelos bancos centrais

Publicado em 2 de Abril de 2018 por

O Co-fundador e CEO da Bitcoin Foundation, John Matonis, tem certeza de que os medos associados à “bolha” de criptomoedas, são irracionais. Pelo contrário, são os mercados de ações tradicionais que são sempre artificialmente “inflados” pelos bancos centrais, assim como afirmado por ele em entrevista ao Business Insider.

“Para as pessoas dizendo que o Bitcoin é uma bolha, vou responder que, na verdade, o Bitcoin é uma agulha que perfurará uma bolha. A bolha são os mercados insanos de ações e valores imobiliários que os bancos centrais apóiam. Essas sim, são bolhas, afirmou Matonis.

Publicidade

Publicidade

Ele está confiante de que a economia está abandonando moedas legais administradas por bancos, e ativos descentralizados como Bitcoin apóiam essa mudança.

Antes de começar a trabalhar na Bitcoin Foundation, Matonis era uma trader no banco japonês Sumitomo e na Visa. A organização sem fins lucrativos foi fundada para apoiar os principais desenvolvedores de protocolos do Bitcoin. Matonis fez parte do conselho da fundação de 2012 a 2014 e até hoje ocupa o cargo de diretor executivo.

Apesar do ceticismo sobre o sistema financeiro existente, ele tem certeza: “É ótimo que grandes bancos como o Goldman Sachs estejam demonstrando um crescente interesse no mundo de criptomoedas“.

Publicidade

Publicidade

“Eu acho ótimo que eles cheguem ao mercado, porque isso levará ao aumento da liquidez. As instituições ajudarão a tornar o mercado mais maduro e reduzirão a volatilidade. Eles criarão mercados de futuros e opções, acrescentou Matonis.

Segundo ele, reguladores em todo o mundo estão tentando encontrar uma “linguagem comum” com criptomoedas, e no Reino Unido foi anunciada recentemente a criação de um grupo de trabalho apropriado.

“Os reguladores estão muito confusos – não apenas na Europa, mas também na América do Norte. Eles são usados para lidar com modelos de captação de recursos baseados na venda de dívidas ou valores mobiliários. Mas [criptomoedas] são o terceiro modelo de captação de recursos. Eles liberam tokens utilitários ao mercado. Esses tokens não são valores mobiliários e não são recebimentos de dívidas. Na realidade, eles são uma declaração do sucesso de um determinado token, que idealmente é diretamente relacionado ao sucesso da empresa. Este é um modelo completamente novo que está fora do alcance regulatório existente”, disse Matonis.

Vale ressaltar que em maio do ano passado, John Matonis se juntou à empresa de Blockchain nChain.

Chrys

Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment