Coinbase recebeu uma licença para prestar serviços no Reino Unido e Europa

O Escritório de Regulação e Supervisão Financeira da Grã-Bretanha (FCA) emitiu uma licença para a maior plataforma norte-americana de Bitcoin que permite operações com dinheiro eletrônico (E-money).

Publicado em 14 de Março de 2018 por

O Escritório de Regulação e Supervisão Financeira da Grã-Bretanha (FCA) emitiu uma licença para a maior plataforma norte-americana de Bitcoin que permite operações com dinheiro eletrônico (E-money). Agora, o site tem o direito de fornecer serviços de pagamento no país e de emitir alternativas digitais para dinheiro que podem ser usadas para fazer pagamentos eletrônicos, por telefone e pela Internet. Isso foi relatado pela CoinDesk.

No entanto, a Coinbase enfatiza que “dinheiro eletrônico” não é criptomoeda. Portanto, a licença implica uma regulamentação mais rigorosa destinada a proteger os consumidores.

“Nos esforçamos para garantir que os fundos dos clientes estejam sempre seguros, e esta atualização significa que nossas operações com dinheiro eletrônico têm garantias e padrões operacionais em par com outras instituições financeiras reguladas. Um exemplo disso é a separação dos fundos do cliente, em que todos os saldos serão separados dos fundos da Coinbase e armazenados em contas bancárias separadas”, disse a Coinbase.

Vale ressaltar que, nominalmente, a licença da FCA permite que a Coinbase funcione em 23 países membros da UE, mas não está claro se isso afetará a provável saída do Reino Unido da união.

A equipe da Coinbase observou que a empresa poderá negociar dentro da união até o assim chamado Brexit, sendo que se as regras relevantes perderem força após a saida do Reino Unido, o site precisará suspender suas atividades nos territórios relevantes até que uma licença atualizada seja recebida.

Além de uma licença E-Money, a Coinbase anunciou a adesão à iniciativa britânica Faster Payments Scheme, destinada a aumentar a eficiência de transferências bancárias para os residentes do país.

Conforme observado no comunicado de imprensa, o acesso aos mercados do Reino Unido e da Europa foi a resposta da Coinbase à crescente demanda por seus serviços nessas regiões. A empresa também planeja aumentar em oito vezes a equipe de sua filial de Londres.

Anteriormente, a Coinbase anunciou sua intenção de o Coinbase Index Fund, que permitirá que investidores credenciados nos Estados Unidos trabalhem com todos os ativos atuais e futuros presentes na listagem da GDAX.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment